Províncias

Chibia tem condições para início das aulas

João Katombela | Chibia

A repartição municipal da Educação na Chibia, Huíla, necessita de mil professores para cobrir as lacunas existentes na localidade. O chefe interino da repartição da Educação, João Vunda, revelou que as localidades do Lundo I e II, Jáu e Kapunda-Kavilongo são as mais necessitadas.

A repartição municipal da Educação na Chibia, Huíla, necessita de mil professores para cobrir as lacunas existentes na localidade. O chefe interino da repartição da Educação, João Vunda, revelou que as localidades do Lundo I e II, Jáu e Kapunda-Kavilongo são as mais necessitadas.
Nas quotas distribuídas no ano passado pelo Ministério da Educação à província, este município não foi abrangido com novos docentes. Por isso, considera importante que nos próximos concursos públicos de admissão a Chibia seja incluída no número de vagas disponíveis para a província. Além da falta de professores, é ainda necessário reforçar a rede escolar.
Para o ano lectivo que está prestes a começar foram matriculados 29.670 alunos, distribuídos pelo ensino primário e primeiro e segundo ciclo do ensino secundário.
Apesar das dificuldades, João Vunda garantiu que no município da Chibia está tudo a postos para o arranque do ano lectivo 2013/14, marcado para o dia 31 de Janeiro, cuja abertura vai decorrer na escola da Lela, arredores da sede municipal da Chibia

Tempo

Multimédia