Províncias

Chuva mata em Quilengues

Arão Martins| Lubango

O administrador municipal de Quilengues, Manuel Vieira, disse ontem, ao Jornal de Angola, que três membros da mesma família morreram na aldeia de Mussange, vítimas de um raio, provocado por uma trovoada.

As chuvas causaram várias danos como a destruição de casas e outras infra-estruturas
Fotografia: Rogério Tuti

O incidente ocorreu às 18h00, quando as três vítimas foram surpreendidas por uma trovoada, numa altura em que chovia torrencialmente. O administrador municipal de Quilengues disse que a chuva, acompanhada de fortes ventos, começou a cair às 18h00 e terminou às 21h00, o que causou a derrocada de várias casas.
 A chuva provocou danos na sede municipal, no armazém da A­gricultura, fez ruir o tecto da bancada do estádio municipal de futebol e derrubou árvores.
Manuel Vieira informou que a Administração Municipal de Quilengues constituiu uma comissão para apoiar as famílias das vítimas, de formas a terem um funeral condigno. A Direcção Provincial da Assistência e Reinserção Social, Comando Provincial da Polícia e os Serviços de Bombeiros integram a comissão.
“Com as chuvas, as cacimbas ficaram carregadas. Apesar dos problemas que a chuva provocou, nota-se a alegria da população, pois o gado vai ter pasto e água em abundância”, disse o administrador, acrescentando que não há casas construídas em zonas de risco.
Manuel Vieira acrescentou que os camponeses foram apoiados com sementes e instrumentos de trabalho, para poderem aumentar a produção, no âmbito do programa de combate à pobreza

Tempo

Multimédia