Províncias

Cidade do Lubango tem nova rede viária

Arão Martins| Lubango

Novas estradas, num total de oito, ligam a cidade do Lubango aos bairros periféricos, dentro dos próximos sete meses, depois da consignação das empreitadas por parte do Governo Provincial da Huíla.

O governador João Marcelino Tyipinge e membros do seu Governo visitaram os locais onde vão ser abertas as novas vias do Lubango
Fotografia: Arimateia Baptista| Lubango

Na cerimónia de adjudicação das obras de construção e de colocação de asfalto nas vias, presidida pelo governador João Marcelino Tyipinge, foram seleccionadas as vias Escola de Sargentos/rio Mukufi e respectiva ponte, Largo do Ce­mi­tério­/Casa Pato/Boca da Humpata/escola “1º de Dezembro” e entroncamento do Estádio do Ferrovia/subestação do Lubango, em Canguinda, para receberem novo asfalto.
O director do Gabinete do Plano do Governo Provincial da Huíla, António Ngongo, disse que as referidas empreitadas, com valores que variam entre 90 e 230 milhões de kwanzas, são suportadas com fundos do Programa de Investimentos Públicos (PIP) 2014.
A estrada secundária que liga a região da Santa à Rotunda João de Almeida tem extensão de 8.870 metros, oito de largura e dois e meio de passeios.
A estrada Casa Pato/Estrada Nacional 180, que liga a Huíla ao Namibe, tem uma extensão de 1.306 metros, oito metros de largura de pista e dois e meio de passeio.
A estrada que liga o Talho da Lage ao mercado com o mesmo nome, com uma extensão de 562,5 metros, tem uma largura de pista de oito metros e dois e meio de passeios.
A estrada que liga a delegação provincial da OMA ao Instituto Médio de Economia do Lubango (IMEL), até à linha férrea, tem uma extensão de 1.424 metros, oito de largura de pista e dois e meio de passeios. O largo do IMEL tem uma extensão de 221,8 metros, oito de largura de pista e o separador central é de 12,5 metros.
O troço entre o cemitério da Mitcha e o conhecido desvio, incluindo o largo, tem uma extensão de 475,29 metros, oito de largura de pista e 2,5 de passeios. A duração das obras varia entre três e sete meses, segundo António Ngongo.

Descongestionar a cidade


O governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, disse que a cidade do Lubango deu um grande passo para a abertura de mais vias na cidade do Lubango, o que vai contribuir para descongestionar o trânsito automóvel. As obras adjudicadas (oito estradas e uma ponte) são acompanhadas pela Direcção Provincial das Obras Públicas, através das suas áreas de fiscalização e plano, para que se cumpram os prazos acordados.
O Governo Provincial da Huíla, acrescentou João Marcelino Tyipinge começa a preparar o orçamento do próximo ano, que inclui a abertura de mais vias e avenidas a nível da cidade do Lubango.

Tempo

Multimédia