Províncias

Combate à pobreza no campo

André Amaro | Lubango

As mulheres domésticas do município da Humpata, nos arredores do Lubango, vão passar a dispor de um centro de formação profissional para apreenderem e aperfeiçoarem técnicas de culinária, corte e costura, artesanato e outros ofícios.

As mulheres domésticas do município da Humpata, nos arredores do Lubango, vão passar a dispor de um centro de formação profissional para apreenderem e aperfeiçoarem técnicas de culinária, corte e costura, artesanato e outros ofícios.
O objectivo da criação do centro é ocupar os tempos livres das domésticas, proporcionando-lhes formação profissional em várias áreas, e habilitá-las para realizarem pequenos negócios, de modo a melhorarem o rendimento familiar.
Para a concretização deste projecto, a administração municipal da Humpata desembolsou 7,6 milhões de kwanzas para a construção do centro, no âmbito do Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza (PMIDRCP).Uma comissão do grupo de acompanhamento à província da Huíla, no âmbito do PMIDRCP, visitou as instalações e considerou oportuna a criação destes serviços para diversificar as possibilidades de recursos das mulheres.
O representante do governo da província, Simão Elena, disse que este tipo de projectos consta das estratégias do programa de combate à pobreza, na componente de formação técnica e profissional das famílias no meio rural, no sentido de lhes desenvolver competências que lhes permitam realizar pequenos negócios.A administradora municipal da Humpata, Maria da Cruz, adiantou que a parte da construção está concluída, faltando alguns materiais técnicos para que se inicie a formação das senhoras.

Tempo

Multimédia