Províncias

Combate aéreo ao roubo de gado

Arão Martins| Lubango

As acções de combate ao roubo de gado na Huíla, Cunene e Kuando-Kubango vão ser auxiliadas por helicópteros, com a instalação da base aérea da Polícia Nacional no Lubango. Ambrósio de Lemos disse que o helicóptero é um meio com mobilidade para localizar o gado roubado.

O roubo de gado no sul de Angola vai ser combatido pela Polícia com meios aéreos
Fotografia: JA

O comandante-geral da Polícia Nacional, comissário-geral Ambrósio de Lemos, disse, na cerimónia de lançamento da primeira pedra da construção do primeiro hangar da Polícia Nacional, a ser construído na antiga placa doméstica do Aeroporto Internacional da Mukanka, no Lubango, que o helicóptero é um meio com mobilidade e uma ampla visão e pode por isso fazer a localização e a perseguição do gado roubado.
O hangar da Polícia Nacional, com 600 metros, pode albergar três helicópteros e os trabalhos vão custar 13 milhões de kwanzas.
A infra-estrutura contém uma zona para os pilotos e técnicos de manutenção, sala de espera, sala de operações e respectivas áreas técnicas como poços de água e instalações sanitárias.
Ambrósio de Lemos informou que a instalação da base de helicópteros no Lubango enquadra-se no programa de descentralização e dinamização das estruturas policiais por regiões. ”A Polícia Nacional está a descentralizar para poder servir regionalmente as necessidades”. Os helicópteros, elucidou, vão servir para as operações especiais e também para apoiar a população, quando necessário, no quadro do desempenho do papel da Polícia na salvaguarda da segurança pública e na proximidade com as populações.

Sede do comando provincial

A par do hangar, o comandante-geral da Polícia Nacional procedeu ao lançamento da primeira pedra da construção do novo edifício do Comando Provincial da corporação, na avenida 27 de Março, junto ao rio Mukufi. O director do gabinete técnico do comando-geral da Polícia Nacional, subcomissário Carlos Albino, informou que as obras, previstas no Programa de Investimentos Públicos e a concluir em 12 meses, estão orçadas em 40 milhões de kwanzas.
O engenheiro de obras da empreiteira esclareceu que o edifício do comando provincial vai ter quatro pisos. As obras vão ser executadas pela empresa de Construção e Engenharia Omatapalo.
Carlos Albino disse que a qualidade da infra-estrutura tem influência no rendimento e na atitude dos servidores públicos e a Polícia está consciente desta realidade. O comandante-geral da Polícia Nacional disse que a corporação está a crescer na sua estrutura orgânica, e para tal é necessário que tenha infra-estruturas adequadas.
Ambrósio de Lemos manteve um encontro operativo com os membros do conselho consultivo alargado da Delegação do Interior e do Comando Provincial da Polícia Nacional na Huíla. O comandante-geral visitou o comando municipal da Humpata e as obras da nova esquadra municipal da Chibia.

Tempo

Multimédia