Províncias

Comboio já circula regularmente

A circulação regular de comboios de passageiros e de mercadorias, no troço ferroviário Namibe-Menongue e vice-versa, teve início segunda-feira, soube-se ontem no Lubango, capital da Huíla.

A fase experimental permitiu avaliar o comportamento de todo o sistema
Fotografia: Jornal de Angola

A circulação regular de comboios de passageiros e de mercadorias, no troço ferroviário Namibe-Menongue e vice-versa, teve início segunda-feira, soube-se ontem no Lubango, capital da Huíla.
A garantia é do presidente do Conselho da Administração dos Caminho-de-Ferro de Moçâmedes (CFM), Daniel Quipaxe, que falava à imprensa durante uma cerimónia que marcou o início da circulação do primeiro comboio, ocorrido na estação da Humbia, município da Bibala, 162 quilómetros da sede provincial do Namibe.
De acordo com aquele responsável, desde o dia sete do corrente mês, o Caminho-de-Ferro de Moçâmedes deu início à circulação do comboio de passageiros e mercadorias com regularidade, depois de ultrapassado o período de experimentação que teve lugar no mês de Setembro do ano transacto.
A referida fase de experimentação permitiu avaliar o comportamento das novas infra-estruturas e das reabilitadas, segundo o PCA do CFM.
O responsável do CFM mostrou-se preocupado com o estado de vandalismo que está a ser alvo o troço, por pessoas desonestas. Segundo Daniel Quipaxe, os cidadãos desonestos retiram da linha-férrea porcas, parafusos e brita. De acordo com Daniel Quipaxe, o referido comportamento tem criado problemas na circulação do comboio e  pode provocar mortes e a destruição do património que o Estado angolano pôs à disposição de todos.
Mais de um milhão de passageiros é a previsão que o CFM se propõe a transportar durante o ano, segundo estimativas da empresa. A primeira viagem experimental aconteceu a 21 de Setembro do ano transacto, momentos após a conclusão da reabilitação, construção de infra-estruturas e aquisição de locomotivas e suas carruagens.

Tempo

Multimédia