Províncias

Construído mais de 45 quilómetros de estradas

Arão Martins | Lubango

Mais de 45 quilómetros de estradas foram construídos nos últimos tempos, no casco urbano e na periferia da cidade do Lubango, informou ontem ao Jornal de Angola o coordenador do Projecto de Construção de Infra-Estruturas Integradas.

Reabilitada algumas ruas da periferia da cidade do Lubango
Fotografia: Arão Martins | Edições Novembro

João Dinheiro disse que, além dos troços construídos de raiz, vão ser inaugurados brevemente as estradas do casco urbano do Lubango, capital da província da Huíla.
Explicou que antes do final deste mês, vão ser abertos ao público os troços construídos de raiz, que ligam o centro do Lubango ao entroncamento junto à Fábrica N’go-la,passando pela Mapunda de baixo, Machiqueira-Laboratório Veterinário, no bairro Benfica.
“Concluímos a construção e a reabilitação de algumas ruas e infra-estruturas diversas no bairro Minhota, e a estrada que liga à Avenida 4 de Fevereiro à Centralidade da Eywa,mercado do Mutun-do, e termina na Estrada Na-cional 105”, disse. “Neste mesmo troço”, acrescentou, “está a ser montada a sinalização horizontal.
Paralelamente decorrem os trabalhos no troço que liga à pirâmide do Arco-íris, passando pelo largo da Escola 27 de Março, a Casa Pato”.
As obras na estrada que sai do centro da cidade e passa pela Mapunda, bairro da Minhota, Avenida 4 de Fevereiro (Laureano), Cooperativa Nosso Zimbo e o mercado do Mutundo, e faz ligação com a Estrada Nacional 105, estão concluídas.
“Os trabalhos nesta via estão totalmente concluídos”, assegurou o coordenador do projecto de obras.
João Dinheiro disse que a estrada que sai da pirâmide do Arco-íris, até à Casa Pato, os três jardins situadas no bairro Santo António, fazem parte das empreitadas concluídas do projecto de obras do casco urbano do Lubango.

Obras por concluir
Segundo João Dinheiro, os trabalhos de reabilitação nas principais ruas do casco urbano estão em bom andamento. “As obras nas principais artérias da cidade estão a decorrer com normalidade, concretamente, nas ruas perpendiculares e em algumas paralelas do casco urbano”, garantiu.
“Estas obras”, prosseguiu, “estão a decorrer, essencialmente, nas vias principais e secundárias e vão terminar em 2020”.
Ainda no casco urbano, estão a ser concluídos os trabalhos de construção dos jardins junto à direcção dos Ca-
minhos-de-Ferro de Moçâmedes, e o situado na área ad-jacente ao Aeroporto Interna-
cional da Mukanka. Os trabalhos estão já na fase de aplicação da relva e do sistema de rega. Esta empreitada, segundo João Dinheiro, vai ser entregue no final deste mês.
O responsável assegurou que até Setembro de 2020 todos os trabalhos vão terminar, e nesta altutra “os ganhos serão visíveis”. Actualmente o bairro Machiqueira conta com uma estrada asfaltada de raiz, que é a continuidade da Avenida 4 de Fevereiro.
“Como os trabalhos estão concluídos na estrada da Machiqueira, vamos desviar o trânsito automóvel do troço da Laureanos para esta zona, para permitir que os trabalhos de reconstrução e reabilitação da estrada na Laureanos sejam feitos sem constragimentos”, avançou João Dinheiro.
Na cerimónia de lançamento deste projecto de obras, foi anunciada a construção de 100 quilómetros de estradas, mas à medida em que os trabalhos foram decorrendo, concluíu-se que a extensão por construir e asfaltar no casco urbano e periferia da cidade do Lubango é mais do que isso.

Tempo

Multimédia