Províncias

Contadores de água instalados no Lubango

Estanislau Costa | Lubango

Mais de 1.500 casas da cidade do Lubango são ligadas com contadores de água, no quadro da aplicação do projecto que visa ampliar o sistema de captação e distribuição de água da urbe.

Autoridades governamentais da província da Huíla continuam empenhadas na melhoria do abastecimento de água às populações
Fotografia: Estanislau Costa

O director provincial de Energia e Águas da Huíla, Abel Costa, disse ao Jornal de Angola que a instalação de contadores modernos nas moradias oferece vantagens aos consumidores, no concernente a fiscalização, pagamento justo e poupança da água.
A materialização do projecto surge em época oportuna, face às obras de reabilitação dos passeios da cidade, crescimento populacional e criação das Centralidades da Quilemba e Eywa, com várias infra-estruturas básicas que vão acomodar um número considerável de famílias.
 As obras permitiram a substituição de 31 quilómetros da antiga conduta de transporte de água por uma tubagem sofisticada, com dimensões de 200 a 1.000 milímetros, assim como foram contempladas novas áreas onde o sistema de distribuição e abastecimento não era canalizado.
 A empresa TSE trabalha na colocação da tubagem apropriada para servir a rede de distribuição ao domicílio, que vai atingir um percurso aproximado de 22 quilómetros e proceder às respectivas ligações.
Em relação às obras, iniciadas em Junho do ano passado, Abel Costa pediu maior celeridade à empreiteira pelo facto de o curso de execução estar à volta dos 45 por cento. Este programa, disse, fez com que vários pontos das principais artérias da cidade fossem escavados.

 Condutas reparadas

O director assegurou que as condutas das nascentes da Tundavala e de Nossa Senhora do Monte, que normalmente abastecem a cidade do Lubango, são novas e com maior capacidade de transportar a água para vários reservatórios, fruto das obras realizadas pela construtora alemã Gauff Engeniering.
As obras incidiram nas condutas que percorrem da linha que parte da Nossa Senhora do Monte para as áreas da Humpata, bairro da Lage e atingiu a zona do Prédio 4.
O director provincial disse que foram ainda abrangidas a Casa Verde, Bispado, Arco Íris  e as imediações do BNA. Abel Costa afirmou que a substituição de tubos da antiga conduta de fibrocimento pela tubagem dupla do tipo PAD, instalada em paralelo com um outro condutor, favorece o transporte de dois metros cúbicos/hora e deixaram de existir as queixas de danificação dos tubos provocada pela sua caducidade, como antes.
Disse que o programa prevê igualmente a  construção de sete reservatórios capacitados para armazenar 60.750 metros cúbicos de água potável, superando a cifra dos quatro reservatórios que alimentam a cidade do Lubango.
A remodelação das condutas da Nossa Senhora do Monte e Tundavala, com 12 quilómetros de distância, executada pela construtora local Sela Group, faz parte do Programa Água para Todos e do Programa de Investimentos Públicos.
 Abel Costa anunciou a construção de mais oito furos na nascente da Nossa Senhora do Monte, o que eleva para 16 o sistema de captação de água. As obras vão estar a cargo de uma empresa chinesa que procede, neste momento, a testes de avaliação de caudal no subsolo.

 Atenção aos bairros

 As famílias residentes em diversos bairros do Lubango, sem água canalizada, são abastecidas por fontanários com lavandarias para salvaguardar os cuidados higiénicos. Ao todo, 300 furos equipados com bombas, painéis solares e reservatórios funcionam nas zonas rurais.
 Para reforçar e aumentar a capacidade de abastecimento, o director de Energia e Águas garantiu a materialização do projecto que visa a construção de 64 furos com tanques reservatórios do tipo Inox e bebedouros para beneficiar mais de 44 mil populares e gado.

Tempo

Multimédia