Províncias

Coordenadores de classes recebem formação na Huíla

André Amaro|Lubango

Os coordenadores de classes e disciplinas do ensino geral da província da Huíla estão a ser formados, de 16 a 20 do corrente, no Lubango, em métodos de manuseamento dos programas e conteúdos escolares.

Métodos de manuseamento dos programa e conteúdos estão a ser debatidos no encontro
Fotografia: Arimateia Baptista

Os coordenadores de classes e disciplinas do ensino geral da província da Huíla estão a ser formados, de 16 a 20 do corrente, no Lubango, em métodos de manuseamento dos programas e conteúdos escolares, com vista a melhorar o desempenho dos professores nas aulas, num seminário de capacitação.O seminário, promovido pela direcção provincial da Educação na Huíla, conta com a participação de professores dos 14 municípios da província.
Estão a ser abordados temas como “A planificação de aulas em pequenos grupos”, “Programas de Língua Portuguesa”, “Programas de Matemática e Física” e “Sistemas de Avaliação das Aprendizagens”.O director provincial da Educação na Huíla, Américo Chicote, afirmou na abertura que a formação visa dotar os coordenadores de classes e disciplinas de ferramentas para apoiarem os colegas nas suas escolas e zonas de influência pedagógica.
Afirmou que durante o certame são analisados os programas das diversas disciplinas constantes no curriculum dos subsistemas do ensino primário e primeiro ciclo do ensino secundário, de forma a melhorar o exercício da actividade educativa.
Disse que a formação enquadra-se no plano mestre de formação de professores e constitui uma oportunidade para os professores contribuírem com opiniões válidas para avaliação da Reforma Educativa em curso no país.
Américo Chicote exortou os participantes a absorverem os conhecimentos a ser ministrados e colocá-los em prática nas suas actividades diárias de educação.
Para o responsável da área de formação da direcção provincial da Educação na Huíla, António Santos, o objectivo do seminário é de analisar, discutir e elaborar algumas propostas de programas e conteúdos, tendo em atenção a preparação da avaliação global da reforma educativa.António Santos assegurou que pretendem com esta acção proporcionar a partilha e socialização de conhecimentos e experiências entre os formadores e coordenadores de classes e disciplinas com vista a uma preparação mais activa das aulas.

Tempo

Multimédia