Províncias

Cozinha comunitária serve mais carenciados

Estanislau Costa| Toco

Pelo menos 275 alunos da povoação do Toco, 35 quilómetros a norte da cidade do Lubango, vão pela primeira vez adquirir conhecimentos e prática do computador com a entrada em funcionamento da sala de informática “Mamã Muxima”.

Pessoas vulneráveis da povoação do Toco têm a partir de agora assegurada diariamente uma refeição condigna na cozinha afecta à Igreja Católica
Fotografia: Estanislau Costa | Toco

A sala de informática tem dez computadores e está ligada ao sistema de Internet de banda larga. Foi inaugurada pelo ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, general Kundy Paihama, por ocasião do primeiro aniversário da paróquia de Nossa Senhora da Muxima, no Toco.
 Os alunos elogiaram a iniciativa do pároco Américo Gomes, pois evita que tenham de percorrer 35 quilómetros até ao Lubango para fazerem pesquisas na Internet.
 João Coluyanga e seis colegas, apesar de já terem ouvido falar do computador e da Internet, nunca tinham “navegado”. Por isso, acompanharam todos os passos da preparação e instalação do equipamento e aguardaram com ansiedade a abertura da sala.
 A madre Laurinda Chela, ligada aos projectos de educação moral da Igreja Católica na província da Huíla, disse que a abertura da sala de informática na escola do Toco, abre novas perspectivas no processo de educação e instrução das crianças e jovens das zonas rurais.  Às vezes, afirmou, muitos jovens migram para os centros urbanos à procura de novos horizontes, facto benéfico para os bens sucedidos e prejudicial para aqueles os que vêm o sonho frustrado.
A criação de condições e diversificação de serviços “é uma ferramenta importante para evitar o êxodo juvenil nas cidades”. A irmã Laurinda Chela informou que a sua congregação começa, no próximo mês, a intervir na área da educação na região do Toco.

Cozinha comunitária     
 
As pessoas vulneráveis da povoação do Toco têm a partir de agora assegurada, diariamente, uma refeição condigna na Cozinha Comunitária “Mamã Muxima”, erguida no âmbito do Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza.
 Foi inaugurada pela ministra do Comércio e Coordenadora  do Programa Municipal Integrado de  Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza, Rosa Pacavira. Vai minimizar a carência alimentar que aflige as famílias mal sucedidas na campanha agrícola.
 No quadro das comemorações do aniversário da paróquia de Nossa Senhora da Muxima, o governador provincial, João Tyipinge, inaugurou infra-estruturas com destaque para o sistema solar de iluminação pública, centro juvenil comunitário, residência missionária e balneário público.  A localidade do Toco tem 17 mil habitantes, conta com  cinco escolas do I e II ciclo do ensino primário e secundário, três postos médicos, um gerador de electricidade e está em construção um centro de saúde.  A cerimónia do aniversário da paróquia Mamã Muxuima do Toco culminou com uma missa e ordenação sacerdotal, que foi presidida pelo arcebispo do Lubango e Presidente da CEAST, D. Gabriel Mbilingui, com a presença de membros do Governo Provincial e convidados.

Tempo

Multimédia