Províncias

Cozinhas em apoio à Merenda Escolar

Arão Martins| Lubango

O governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, anunciou a abertura de novas cozinhas e padarias comunitárias que vão apoiar o Programa de Merenda Escolar em todos os municípios.

Membros do Governo da província da Huíla visitaram as acções em curso na Tchavola que visam melhorar o nível de vida da população
Fotografia: Arão Martins| Lubango

O anúncio foi feito pelo governador provincial, João Marcelino Tyipinge, ao falar à margem da visita feita à cozinha e padaria comunitária, no bairro da Tchavola, arredores de Lubango. Disse que os empreendimentos estão a ser aplicados pelas administrações municipais, com o apoio de uma associação italiana.
Os projectos estão a ser implantados nos municípios da Chibia, Cacula, Cuvango, Humpata, Quilengues, Quipungo, Chipindo, Jamba, Matala, Caluquembe, Caconda, Lubango, Gambos e Chicomba.
As primeiras padarias e cozinhas comunitárias foram abertas no município da Chibia, a 42 quilómetros da cidade do Lubango, salientou o responsável.
O governador avançou que a acção está a contribuir positivamente para o programa de merenda escolar que o Executivo está a aplicar em todas as escolas primárias e secundárias do país.
As padarias e cozinhas nos municípios têm posto de venda de pão e refeições, equipamentos próprios à altura, com utensílios, armazém de farinha de trigo e de milho, instalações sanitárias, refeitório e forno à lenha. As estruturas aplicadas são económicas e simples, disse. Precisam de pouca quantidade de lenha para confeccionar os produtos de qualidade, desde pão, bolos ou outros alimentos.
O governador provincial acrescentou que foi também instalada uma padaria na localidade da Tchavola, que deve ser aberta nos próximos dias.
O preço dos produtos confeccionados nas cozinhas e padarias comunitárias são módicos. “Vamos imprimir uma nova dinâmica para que as padarias sejam entregues para beneficiar o povo”, assegurou o governador.

Mercado na Tchavola

As populações que residem na reserva fundiária da Quilemba, arredores do Lubango, vão dentro de dias beneficiar de um novo mercado, anunciou o governador João Tyipinge.
O governador provincial da Huíla disse que a instalação do mercado assegura também a comercialização dos produtos do campo, com maior organização.
O programa de comércio rural tem eixos definidos, como assegurar os serviços de apoio à produção, comercialização de produtos agro-pecuários, facilitação do relacionamento com as instituições sociais e a instalação do mercado na reserva fundiária da Quilemba, esclareceu.

Relançamento da produção

O relançamento da produção é outro objectivo que passa a ser valorizado com a criação do Programa de Extensão e Desenvolvimento Rural, sendo, por isso, uma das apostas da Administração Municipal da Chibia.
O Programa de Promoção do Comércio Rural é aplicado pelo Ministério de tutela e foi concebido para contribuir para o aumento da produção das empresas agrícolas familiares e, consequentemente, garantir a melhoria das condições de vida das comunidades. No âmbito do Programa Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Fome e à Pobreza, aprovado em 2010, a Administração procura a­tender às carências das populações, sobretudo do meio rural, através da construção de infra-estruturas económicas e sociais.
A Administração incrementa ainda outras intervenções que permitem alcançar os objectivos estabelecidos na mesma estratégia, através da harmonização dos programas de desenvolvimento rural, extensão rural e comercialização, segundo as autoridades locais. O governador garante que as acções previstas visam o desenvolvimento local, começando pelo restabelecimento ou criação de circuitos administrativos, produtivo, comercial, bancário e de transportes e evoluindo para a geração da rede dos serviços básicos de saúde, educação, água e energia eléctrica.

Tempo

Multimédia