Províncias

Crianças na Huíla têm mais escolas

Arão Martins| Lubango

Mais crianças da província da Huíla vão ter acesso ao ensino primário, a partir do próximo ano, com a concretização de acções que visam atingir os Objectivos do Milénio, garantiu o director provincial da Educação, Ciência e Tecnologia da Huíla.

Programa Merenda Escolar na província da Huíla beneficiou milhares de alunos
Fotografia: Eunice Baptista

Américo Chicoti considerou fundamental o acesso à educação por se tratar de um direito consagrado no Artigo 79º da Constituição da República, garantindo que o Executivo e o Governo Provincial da Huíla dão uma grande importância ao ensino, desde a primeira infância.
A construção de mais escolas, distribuição gratuita de material escolar, programa de merenda escolar, concursos para a admissão de novos agentes de ensino, o Plano Nacional de Formação de Quadros em curso, a sua superação e qualificação permanente, são alguns programas do Executivo para melhorar o sector da Educação.
No quadro do plano de melhoramento da educação, consta igualmente a parceria com os actores do sector, o aumento anual dos fundos da educação no Orçamento Geral do Estado.
O responsável da educação na Huíla lamentou a falta de professores no interior do município, que tem criados grandes embaraços à Direcção Provincial de Educação, mas disse que apesar das dificuldades, o sector registou, nos últimos tempos, melhorias substanciais com a entrada em funcionamento de novas salas, o que ­permitiu ­aumentar o número de alunos matriculados no sistema de ensino. Américo Chitoti informou que neste ano lectivo, a Direcção da E­ducação contou com 20.­388 docentes em toda a província, distribuídos pelo ensino primário e secundário, incluindo institutos médios técnicos profissionais para um universo de 755.097 alunos em todos os níveis.
Do ponto de vista da base material de ensino, a província esteve bem servida, apesar dos problemas registados na distribuição do material didáctico nos municípios. Este ano lectivo, a província abriu 1.820 escolas em todos municípios, desde o primário ao secundário. Em relação ao Programa da Merenda Escolar, o director Provincial da Educação reconheceu que existem melhorias significativas, tendo em conta que abrangeu todos os municípios. Acrescentou que cada município recebeu 40 milhões de kwanzas para a concretização do programa.
“Mais crianças beneficiam do Programa Merenda Escolar e penso que estamos no bom caminho, é isto que pretendemos. Há muitos benefícios com o programa, sobretudo na retenção das crianças nas escolas, durante o ano lectivo”, disse.

Tempo

Multimédia