Províncias

Crianças têm apoio do governo da Huíla

Arão Martins | Lubango

O governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, fez a entrega de alimentos, brinquedos e utensílios domésticos à crianças da aldeia SOS, do Lubango.

Na aldeia SOS as crianças são educadas e formadas para uma sociedade melhor
Fotografia: Jornal de Angola

O governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, fez a entrega de alimentos, brinquedos e utensílios domésticos à crianças da aldeia SOS, do Lubango.
 João Marcelino Tyipinge estava acompanhado do vice-governador provincial da Huíla para o sector Político e Social, José Arão Nataniel. Dos produtos entregues consta arroz, farinha de trigo, óleo alimentar e refrigerantes. O director-geral da Aldeia SOS do Lubango, Artur Daniel Catihe, agradeceu o gesto e disse que os produtos vão beneficiar 129 crianças que vivem na aldeia.
A aldeia SOS tem 13 moradia e cada uma aloja dez crianças. A direcção, em parceria com a Assistência e Reinserção Social, apoia também 460 crianças na comunidade, no quadro do programa de “Fortalecimento familiar”.
Artur Daniel Catihe esclareceu que o processo na comunidade começa com o estudo preliminar numa determinada zona. Actualmente estão abrangidas as zonas da Mapunda e Calumbiro.
 Nestes bairros foram identificadas famílias com necessidades básicas de habitação, de inserção das suas crianças na educação e até da tutela de cuidados. O governador provincial da Huíla, João Marcelino Tyipinge, disse que apesar dos avanços, existem ainda crianças abandonadas que precisam de ajuda e disse que a par das crianças órfãs e desamparadas, outras estão em risco de perder os cuidados parentais por influência do álcool, velhice e outros factores.
Na aldeia de crianças SOS, situada nos arredores da cidade do Lubango, referiu, as crianças encontram todos os cuidados, o que lhes permite um crescimento aceitável, porque são educadas e formadas para a construção de uma sociedade melhor.   “Vamos continuar a trabalhar para apoiar a instituição.
Sei que as pessoas estão satisfeitas com o empenho das mães que proporcionam afecto, carinho e amor às crianças”, disse João Marcelino Tyipinge.

Tempo

Multimédia