Províncias

Criticada incompetência de operadoras

Estanislau Costa | Lubango

O administrador municipal do Lubango, Francisco Barros,  criticou as operadoras de recolha de lixo da cidade por falta de competência laboral e por terem falta de equipamentos adequados.

Francisco Barros disse que as autoridades detectaram que as duas operadoras de limpeza e saneamento básico da capital da Huíla nunca conseguiram corresponder às expectativas da recolha de lixo, por falta de mecanismos próprios para uma acção eficaz. Para inverter este quadro, o administrador municipal informou que novas empresas entram em breve no mercado de recolha de lixo e melhoria do saneamento básico, principalmente na cidade do Lubango.
Francisco Barros apelou aos munícipes para serem mais activos nas questões ligadas ao saneamento básico do Lubango  e observarem as normas de depósito do lixo nos recipientes apropriados e nos horários estabelecidos. A Administração Municipal do Lubango está a reparar as principais artérias da cidade, para minimizar os estragos causados pelas fortes chuvas que se abateram nos dois últimos meses na província da Huíla.
O administrador municipal do Lubango disse que as várias empresas privadas da província já estão a fazer intervenções  em algumas ruas da capital provincial.

Tempo

Multimédia