Províncias

Cuidados de saúde estão em expansão

Arão Martins| Humpata

A aplicação com êxito do Programa Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza no município da Humpata, província da Huíla, permitiu aumentar o número de internamentos hospitalares para 134, com a construção de centros e postos de saúde.

O centro de saúde do município da Humpata completamente reabilitado e equipado com meios modernos melhora a assistência à população
Fotografia: Arão Martins|Humpata

A administradora municipal, Maria da Cruz, que deu esta informação ao apresentar o perfil do município nas VII Jornadas Técnicas do Instituto de Formação da Administração Local (IFAL), disse que, graças ao programa, existem actualmente 20 unidades sanitárias, com 139 funcionários, sendo 92 enfermeiros, dois médicos nacionais e 45 pessoas da área administrativa.
Além disso, foi possível adquirir três ambulâncias e a construção de uma casa mortuária no centro da sede, que tem uma morgue com três gavetas. “O centro da sede, recentemente ampliado e reabilitado corresponde à unidade com maior área de atendimento”.
O centro municipal de saúde, instalado na sede municipal da Humpata, além de atender pessoas da localidade, também acolhe pacientes do Lubango e sinistrados em acidentes que ocorrem na via Lubango-Namibe. Maria da Cruz disse que, apesar dos ganhos, está ainda em curso a construção de mais unidades sanitárias, pois o objectivo é abranger todas as localidades.

Melhor Educação

O município também teve melhorias significativas no sector da Educação. A Humpata possui agora 54 estabelecimentos de ensino público, distribuídos em 51 escolas do ensino primário, com 40 por cento na sede municipal, três escolas do I Ciclo do ensino secundário, dois Institutos Médios, sendo o Agrário do Tchivinguiro e o Politécnico da Humpata, com anfiteatro para 120 pessoas.
Há ainda um colégio privado do ensino primário e secundário, e duas escolas superiores: o Instituto Superior Tundavala e o Superior Politécnico Independente. O abastecimento de energia eléctrica é assegurado pela barragem da Matala e possui ainda como fonte alternativa dois geradores, sendo um de 500 KVA e outro de 250 KVA. Deste modo, cerca de 85 por cento da sede é abastecida de energia eléctrica.
O município da Humpata é atravessado pela Estrada Nacional 280, que liga as províncias da Huíla e do Namibe, que se encontra em bom estado. As acções do Programa de Investimentos Públicos estão a permitir recuperar a estrada que liga a comuna da Huíla, município do Lubango, à Palanca, Humpata. A estrada que liga a povoação do Caholo, que sai da sede até ao Instituto Médio do Tchivinguiro, é razoável e a que liga Bata-bata ao desvio do Caholo está em mau estado de conservação e precisa de ser reabilitada.
Maria da Cruz indicou que a estrada que vai da sede até à povoação das Neves também é razoável, depois de ter sido terraplanada no ano passado.
No âmbito da assistência e apoio social, o município dispõe de dois centros infantis comunitários, sendo um na sede, com 34 crianças, e outro na localidade da Huíla-Unene, comuna da Palanca, com 141 crianças, dos 2 aos 5 anos, que são apoiados pela direcção provincial do MINARS com produtos diversos.

Duas redes móveis

O município possui duas redes de telemóvel (UNITEL e Movicel) e uma estação dos Correios em pleno funcionamento.
Apresenta um forte potencial agro-pecuário, devido às boas condições hídricas. Os solos são muito férteis, proporcionado um bom desenvolvimento agrícola, principal actividade económica do município.
A administradora destacou a produção de citrinos e cereais, como milho, massango, massambala, feijão e uma diversidade de hortícolas e frutas, como a couve, cenoura, pêssego, maça, pêra e morango.
Calcula-se que existam 21 mil cabeças de gado bovino e 23 mil de gado caprino, actividade desenvolvida maioritariamente por pequenos agricultores e criadores tradicionais.
O comércio é suportado maioritariamente pelo mercado informal. Existem também 24 lojas a retalho e quatro grossistas, e o BPC tem aqui uma dependência, junto à nova administração municipal, tal como o BIC. Possui ainda Balcão Único do Empreendedor.
A Serra da Leba, Grutas de Nundimba, Barragem das Neves, a cascata da estação zootécnica, uma fenda no Alto Bimbim, a Missão Católica do Tchivinguiro e o cemitério dos Bóeres consttituem as principais atracções para os visitantes.

Tempo

Multimédia