Províncias

Curso Técnico Profissional de Saúde em municípios da província da Huíla

Arimateia Baptista|lubango

Os municípios da Matala, Quilengues e Caconda, na província da Huíla, abrem, este ano lectivo, o curso Médio Técnico Profissional de Saúde, para dar resposta ao défice de quadros especializados nas unidades hospitalares.

Curso profissional de saúde aberto nos municípios da província no âmbito do programa que visa diminuir os índices de mortalidade
Fotografia: Arimateia Baptista

Os municípios da Matala, Quilengues e Caconda, na província da Huíla, abrem, este ano lectivo, o curso Médio Técnico Profissional de Saúde, para dar resposta ao défice de quadros especializados nas unidades hospitalares.
Cada município arranca com 80 alunos, que vão frequentar as especialidades de Enfermaria, Farmácia, Análises Clínicas, Estomatologia e Radiologia, cuja formação é ministrada por técnicos da Escola Técnica Profissional de Saúde do Lubango (ETPS).
O director de Enfermagem da ETPS, Guedes Kandundo, esclareceu que a abertura deste curso se enquadra no programa de municipalização dos serviços de Saúde, que está a ser levado a cabo pelas autoridades governamentais da província da Huíla.
Segundo Guedes Kandundo, o curso tem a duração de quatro anos, sendo os dois primeiros dedicados à componente académica e os últimos à prática, feita em unidades sanitárias de referência, da cidade do Lubango, capital provincial.
“Temos protocolos firmados com o hospital central, maternidade, pediatria e centros de saúde na cidade do Lubango, onde os alunos, a partir do terceiro ano de formação, começam a fazer as aulas práticas”, salientou.
O curso já funciona há três anos na cidade do Lubango e este ano vão ser abertas salas anexas em Quilengues, Matala e Caconda, para servir alunos de outros municípios vizinhos. Vão anda ser realizados outros actos formativos para profissionais que já exercem a actividade, com a duração de um ano, no sentido de actualizarem os conhecimentos técnicos.
Para este ano lectivo, a Escola Técnica Profissional de Saúde do Lubango vai admitir 375 novos alunos, que tenham concluído a 9ª Classe e com idade inferior a 30 anos. Guedes Kandundo avançou que, além da Huíla, as províncias do Cunene, Namibe e Kuando-Kubango têm alunos para frequentarem o curso técnico.
Depois da conclusão do curso, acrescentou Guedes Kandundo, os formandos têm o direito de ingressar na Faculdade de Medicina.  A instituição tem perspectivas de abrir, nos próximos tempos, o curso nocturno e as especialidades de Saúde Ambiental, Nutricionismo e outros de que as unidades sanitárias dos municípios da província da Huíla ainda carecem.
Anualmente, a Escola Técnica Profissional de Saúde do Lubango (ETPS) lança, em média, para o mercado de trabalho, mais de 150 técnicos de saúde.

Tempo

Multimédia