Províncias

Cursos médios de saúde a partir deste ano lectivo

Arão Martins | Lubango

A Escola Técnica Profissional de Saúde do Lubango inicia, este ano, a formação de especialistas, de nível médio, em enfermagem, radiologia, análises clínicas, estomatologia e farmácia, disse, na sexta-feira, ao nosso jornal, o seu director.

Vão ser também formados técnicos do Cunene e do Namibe para melhorar a assistência
Fotografia: Arimateia Baptista

A Escola Técnica Profissional de Saúde do Lubango inicia, este ano, a formação de especialistas, de nível médio, em enfermagem, radiologia, análises clínicas, estomatologia e farmácia, disse, na sexta-feira, ao nosso jornal, o seu director.
David Luís afirmou que a criação dos cursos médios se deve a uma determinação dos Ministérios da Saúde e da Educação para, por intermédio do governo provincial, minimizar, nos próximos quatro anos, o défice de técnicos na Huíla.
As inscrições, referiu, já estão abertas e neste primeiro ano vão ser admitidos 150 estudantes das províncias do Cunene, Namibe e Huíla. Na região sul, confirmou, há um défice de quadros de nível médio em várias áreas, pelo que a instalação de cursos médios vai contribuir para minimizar a situação.
David Luís revelou que a Escola Técnica Profissional de Saúde vai começar, também este ano, a leccionar cursos das mesmas especialidades em horário pós laboral, com a prioridade de admissão a ser dada a alunos entre os 15 e 35 anos.
As provas de selecção realizam-se no final deste mês e as aulas começam no princípio de Maio.

Tempo

Multimédia