Províncias

Defendido mais diálogo entre pais e filhos

Arão Martins | Lubango *

A coordenadora do projecto “Despontar Criança, Ajude o seu Filho a Sonhar”, Suraia Mendes, defendeu no sábado, no Lubango, uma maior abertura ao diálogo dos pais com os filhos, como uma das formas de contribuírem para o crescimento saudável das crianças.

Garantida protecção dos direitos das crianças
Fotografia: Jornal de Angola

A também docente universitária, que falava no acto alusivo ao Dia Internacional da Criança, pediu aos pais para estarem “mais atentos e potenciarem positivamente os talentos dos filhos, independentemente do importante papel da escola”.
Depois de saudar as medidas do Executivo angolano destinadas ao bem-estar das crianças, à sua protecção, direito à saúde, educação, lazer, entre outros, defendeu a realização de mais acções para dar alegria aos pequenos, sobretudo nos tempos livres.
“As crianças devem festejar algo todos os dias”, sublinhou, salientando que o projecto “Ajude o seu Filho a Sonhar” está, fundamentalmente, voltado para a descoberta de habitabilidades em áreas como arte, música, poesia, e outras. O projecto “Despontar Criança, Ajude o Seu Filho a Sonhar” é desenvolvido em parceria com a direcção provincial da Cultura, e tem por objectivo a descoberta de novos valores em diversas áreas do saber.
Os benefícios dos “11 Compromissos” do Executivo para com os menores foram realçados no sábado, durante uma palestra e festival de música que contou com a participação de centenas de crianças da cidade do Lubango. A pequena Zenaida António recordou que as crianças são o futuro e, por isso, precisam de um acompanhamento permanente da sociedade, pelo que pediu às famílias mais união, por “constituírem o eixo fundamental da protecção e crescimento das crianças”.
O governador ­provincial de Malange, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, ofereceu, o sábado, vários enxovais aos bebés nascidos na maternidade local, uma actividade inserida no Dia Internacional da Criança, cujo acto decorreu na localidade de  Cambondo, comuna de Cambaxe, no município sede. Kwata Kanawa prometeu a construção de mais escolas primárias para acabar com a existência de crianças fora do sistema de ensino, além de hospitais, centros e postos médicos para melhorar a assistência sanitária.
“Se não formarmos e educarmos as crianças, Angola fica com o futuro ameaçado, por isso, é prioridade a inserção dos petizes no sistema normal de ensino e assistência sanitária’’ sublinhou.
O governador garantiu conhecer os problemas que ainda afligem as crianças de Malange e garantiu a aplicação na íntegra dos “11 Compromissos” do Executivo, para proporcionar um crescimento saudável aos mais pequenos.
Instou, ainda, os adultos a não discriminarem as crianças e a enquadrarem-nas nas escolas já disponíveis ou a construir. Às administrações municipais pediu para aumentarem e melhorarem a merenda escolar, com o fornecimento de leite, fruta e iogurte, para permitir que elas tenham um melhor rendimento escolar.

*Com Filipe Eduardo | Malange

Tempo

Multimédia