Províncias

Elaborado mapa dos pontos de água

O levantamento dos pontos de água, tipo e qualidade de pastos, foi apresentado na província do Cunene, pelas autoridades sanitárias.

Cunene acolheu encontro para determinar o tipo e a qualidade de pasto para o gado
Fotografia: Arimateia Baptista|Lubango

O levantamento dos pontos de água, tipo e qualidade de pastos, foi apresentado na província do Cunene, pelas autoridades sanitárias.
O estudo foi apresentado durante um seminário no âmbito do Apoio à Pecuária Familiar do Sul de Angola e foi desenvolvido em parceria com a União Europeia. O trabalho apresentado tem o mapa das águas de transumância, um estudo de mercado de gado e outro estudo sobre a brucelose e tuberculose.
O director nacional do Instituto dos Serviços Veterinários, António José, anunciou que um dos objectivos do Executivo, no quadro do programa de combate à fome e à pobreza, é apoiar os criadores de gado para aumentar a produção de carne e proporcionar o aumento dos rendimentos das famílias.
Com a criação e desenvolvimento das fazendas cercadas, que interferiram no movimento animal nos corredores de transumância, o espaço e acesso aos pastos e água ficou limitado. António José referiu que foram desenvolvidas acções para uma gestão participada dos pontos de água e dos pastos, visando a sua sustentabilidade.

Formação dos tratadores

Foram realizadas formações de tratadores comunitários de gado, grupos de água e saneamento, formação em sistema de informação geográfica, e a elaboração de mapas dos corredores e áreas de transumância. Para executar os projectos, disse António José, o Executivo recorreu ao apoio da União Europeia. Quando os estudos estiverem concluídos vão permitir conhecer a problemática do uso dos pastos e da água nos corredores de transumância.
O director provincial da Agricultura e do Desenvolvimento Rural na Huíla, Lutero Campos, reconheceu o esforço do Executivo em preservar uma das riquezas da região, que é a criação do gado, “que contribui com grande peso específico na balança económica da província da Huíla”.
O projecto transumância foi desenvolvido nos municípios dos Gambos (Huíla), Cahama (Cunene) e Bibala (no Namíbe).
O projecto debruçou-se sobre a realidade da pecuária nos municípios, através de um diagnóstico rural participativo.
Foram elaborados com as comunidades e administrações locais planos de acção participativos e mapas das rotas e corredores de transumância, áreas de pastagem e pontos de água para o gado.
No seminário, os participantes foram informados sobre as infra-estruturas de água construídas e reabilitadas pelo projecto, designadamente chimpacas e furos de água.
Participaram do seminário 90 funcionários do Ministério da Agricultura, do Instituto dos Serviços Veterinários, membros dos governos da Huíla, Namibe e Cunene e das associações de criadores tradicionais, representantes da Cooperativa de Criadores de gado do Sul de Angola e autoridades tradicionais.

Tempo

Multimédia