Províncias

Empresas e Universidade em parceria

Domingos Mucuta | Lubango

O presidente da Associação Agro-Pecuária, Comercial e Industrial da Huíla (AAPCIL), António de Lemos, manifestou na cidade do Lubango, a disposição das empresas em reforçarem a parceria com as universidades públicas e privadas para aproximarem a comunidade académica à classe empresarial.

António Lemos presidente da AAPCIL
Fotografia: Domingos Mucuta

O presidente da Associação Agro-Pecuária, Comercial e Industrial da Huíla (AAPCIL), António de Lemos, manifestou na cidade do Lubango, a disposição das empresas em reforçarem a parceria com as universidades públicas e privadas para aproximarem a comunidade académica à classe empresarial.
António de Lemos, que falava no encerramento da Expo Huíla, prometeu trabalhar com a Universidade Mandume ya Ndemofayo, visando combater o desemprego no seio dos jovens através de estágios aos jovens licenciados.
O empresário realçou que o futuro da classe empresarial está na Universidade, onde são formados técnicos nas especialidades de Economia e Gestão de Empresas.
“Estamos disponíveis para participar na formação dos jovens para a classe empresarial enfrentar o futuro que se aproxima”, disse.
Na Expo Huíla foi apresentado o Gabinete de Empresas e Intercâmbio da Faculdade de Economia da Universidade Mandume ya Ndemofayo, criado este ano, com o objectivo de servir de elo de ligação entre a comunidade académica e a sociedade na sexta região académica. O documento sublinha que o Gabinete de Empresas e Intercâmbio (GEI) vai promover a investigação científica, formação e actualização contínua de conhecimento e competências da classe empresarial e prestar serviços de consultoria.
O GEI vai potenciar a associação de conhecimentos através de dinamização de programas de estágios profissionais, potenciar as sinergias decorrentes das necessidades da actualização contínua de conhecimentos e da experiência, capacidade de persuasão e intervenção.
O documento da distribuído na Expo Huíla acrescenta que o gabinete vai servir também de consultor dos governos locais na execução de programas de impacto social, através do desenvolvimento de projectos que permitam alargar o conhecimento da realidade da região.
O Decano da Faculdade de Economia do Lubango, Sérgio Reis, informou que de 2007 a 2010, foram lançados no mercado mais de cem licenciados nas especialidades de Gestão de Empresas.

Nova Expo Huíla

O Governo Provincial da Huíla disponibilizou, na zona do Km 40, uma área de 200 hectares para a construção da Expo Huíla. O anúncio foi feito pelo vice-governador para a área política e social, José Arão Nataniel, que considerou o actual espaço limitado para congregar mais empresas.
José Arão Nataniel sublinhou que a “expo” exibiu, em quatro dias, o potencial dos sectores primários, secundários e terciários, a capacidade produtiva e a actividade dos empresários locais.
Acrescentou que a exposição empresarial demonstrou que a província regista um crescimento económico pelo surgimento de novos empreendedores, que estão a criar empregos aos jovens e melhorar os rendimentos das famílias.
António de Lemos disse que a ajuda do Governo Provincial vai permitir encontrar as soluções necessárias a melhorar o espaço da “expo”. Disse que o apoio institucional vai dignificar o governo da Huíla, os empresários e a população. Argumentou que a Expo- Huíla atingiu níveis de excelência, difíceis de superar. “Fazer uma feira desta dimensão na província da Huíla não é tarefa fácil. Uma coisa é fazer bem a partir do que está mal e outra é fazer melhor a partir do que está bem. Acreditamos que o próximo ano vai ser melhor”, disse
António de Lemos afirmou que “só com empresários fortes e conscientes é possível apresentar produtos de qualidade e enfrentar os desafios do futuro”.
Anunciou a formação de empresários para estarem à altura de enfrentar a concorrência de empresários experimentados. Uma das apostas da Associação Agro-Pecuária, Comercial e Industrial da Huíla é a criação de soluções para a formação dos empresários e pessoal das empresas. Apoiar a classe empresarial emergente nos municípios é outra estratégia da associação empresarial.

Tempo

Multimédia