Províncias

Ensino superior chega ao interior da província

André Amaro | Lubango

O Instituto Superior de Ciências da Educação do Lubango (ISCED) abriu pólos nos municípios da Chibia, Caconda e Caluquembe, na província da Huíla, com vista a acolher mais alunos.

O Instituto Superior de Ciências da Educação do Lubango (ISCED) abriu pólos nos municípios da Chibia, Caconda e Caluquembe, na província da Huíla, com vista a acolher mais alunos.
O coordenador do projecto de expansão do Instituto Superior de Ciências de Educação no Lubango, Castilho Cacumba, assegurou que, numa primeira fase, são ministradas as especialidades de Pedagogia e Química no município de Caconda, Biologia e História em Caluquembe e Biologia, História e Psicologia na Chibia, para 255 estudantes.
Castilho Cacumba afirmou que o ISCED é responsável pelas condições pedagógicas e científicas e as administrações municipais pelas salas e estada dos docentes. Os cursos são auto-sustentáveis, na medida em que os estudantes comparticipam nos custos, através do pagamento de uma propina mensal, no valor de 15 mil kwanzas.
Castilho Cacumba disse que a abertura dos pólos está a contribuir para a política do Executivo que consiste em levar os serviços aos cidadãos e promover o desenvolvimento nas zonas rurais. Para o próximo ano lectivo está prevista a abertura de mais salas do ISCED/Lubango nas sedes municipais da Matala e Cuvango, para enquadrar mais estudante no ensino superior.

Acordos comunitários

O Instituto de Ciências da Educação do Lubango (ISCED) assinou com a empresa privada “Inter Serviço”, do ramo da construção civil, um acordo que permite aos estudantes e professores dos cursos de Física e Química elaborarem projectos.
O director-geral adjunto do ISCED, Carlos Pinto, revelou que a empresa tem laboratórios de engenharia, onde professores e estudantes de Física e Química estão a fazer investigações científicas.
“A empresa Inter Serviço colocou à disposição dos estudantes os seus laboratórios, para efectuarem estudos sobre materiais de construção civil, cujos resultados práticos vão beneficiar as empresas”, esclareceu.
Carlos Pinto assegurou igualmente que a instituição está a trabalhar com empresas locais de informática, com vista a um acordo de parceria, tendo em vista a investigação científica.
Carlos Pinto garantiu que vão ser criadas parcerias com universidades conceituadas, nacionais e estrangeiras, no sentido de se constituírem pequenas empresas associadas, em benefício, sobretudo, dos estudantes.

Graus de doutoramento

Carlos Pinto garantiu igualmente que o ISCED tem docentes, bibliografia e infra-estruturas capazes para a abertura, brevemente, do curso de doutoramento em Ciências Pedagógicas. O director-geral adjunto do ISCED para área académica disse que o projecto aguarda o aval do Conselho de Ministros porque já foi entregue ao Ministério do Ensino Superior, Ciências e Tecnologia. “Existem condições para a abertura do curso de doutoramento em Ciências Pedagógicas, na medida em que esta especialidade não tem exigências em termos de laboratórios. São investigações na área do ensino, que vão produzir resultados na reforma educativa”, referiu.
Carlos Pintos informou que já têm um quadro de docentes constituídos por professores doutores nacionais e expatriados, para os cursos de doutoramento.
O ISCED já tem acordos com instituições do ensino superior de Cuba, Portugal e Alemanha, com vista aos cursos de doutoramento. Anunciou que, no decorrer deste mês de Setembro, começam as inscrições para os cursos de mestrado nas especialidades de Ciências, Química, Física, Matemática e Biologia. A reforma dos cursos, instalação de mais laboratórios e construção de salas, para receber um número maior de alunos, constam das perspectivas da direcção do Instituto Superior de Ciências da Educação do Lubango (ISCED) para os próximos anos.
O director-geral adjunto para área académica do ISCED, Carlos Pinto, informou que está a trabalhar com as autoridades provinciais para a construção de mais salas, gabinetes para os professores, salas de leitura e espaços de lazer.
Criado por decreto presidencial de 30 de Agosto de 1980, o Instituto Superior de Ciências da Educação do Lubango (ISCED) pertenceu à Universidade Agostinho Neto e tem a vocação de formar investigadores e profissionais da Educação.
Desde a sua criação, a instituição formou 2.021 licenciados nas várias áreas de ciências da educação. Com a criação das novas instituições do Ensino Superior Público, o ISCED, situada na sexta região académica de Angola, passou a ter autonomia de carácter provincial, o que veio facilitar a execução de projectos de âmbito científico e de expansão.
A autonomia permitiu à direcção do ISCED definir como prioridade a criação de condições para a investigação científica, como forma de melhorar a qualidade de ensino e participar na solução dos problemas da sociedade.
O director-geral adjunto do Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) para a área académica, Carlos Pinto, esclareceu que o número de licenciados passou de 86 em média na década de 80, para 280 nos últimos quatro anos.
O ISCED conta com uma população de 4.862 estudantes nos três períodos (manhã, tarde e no curso pós-laboral). Conta também com 127 professores licenciados, mestres e professores doutores.

Formação de mestres

Em paralelo com a licenciatura, em 2003, foram abertos, no ISCED, os cursos de mestrado nas áreas de linguística (Francês, Inglês e Português) e Ensino das Ciência de Teoria do Desenvolvimento Curricular.
Desde a abertura do curso de mestrado, a instituição já lançou para o mercado de trabalho 73 mestres.
“Além da formação na área do ensino, vamos inserir outras áreas para formar profissionais que a província e a região Sul necessitam, uma vez que a função da universidade é de responder às preocupações da sociedade, sobretudo na questão de formação de quadros”, disse.
Carlos Pinto anunciou para breve a abertura do mestrado nas áreas de Administração e Gestão de Escolas e no Ensino da Geografia, com vista a corresponder às necessidades da formação de quadros.
O académico informou que o Instituto Superior de Ciências da Educação do Lubango  tem contactos com entidades nacionais e estrangeiras, a fim de ministrar conferências, colóquios e seminários, para colher mais experiências.

Tempo

Multimédia