Províncias

Especialização de médicos melhora serviços de saúde

Arão Martins | Lubango

A formação de 45 especialistas em medicina interna, pediatria e ginecologia e obstetrícia, iniciada há dois anos na Huíla, termina em 2016, confirmou a coordenadora provincial de ensino e pós-graduação em ciências médicas.

Atendimento vai conhecer em breve nova dinâmica nas unidades hospitalares da região
Fotografia: José Soares

Ana Neves disse que o Ministério da Saúde, a contar com estes técnicos, dotou os hospitais regionais de vários equipamentos que vão melhorar o atendimento aos doentes e que os programas de formação, realizados por iniciativa do Ministério da Saúde, são de âmbito nacional.
Os resultados, declarou, são positivos, pois há internos a frequentar o 1º e 2º ano de especialidades na Maternidade, no Hospital Pediátrico Pioneiro Zeca e no Hospital Central do Lubango.
A Coordenação Provincial do Ensino e Pós-Graduação em Ciências Médicas, que depende da Direcção da Saúde da Huíla, foi criado em Setembro de 2013 para, entre outras funções, organizar e melhorar os processos de gestão, criar parcerias e agregar valor à formação de profissionais de saúde.
Ana Neves referiu que a criação daquele órgão trouxe vários benefícios, entre os quais mencionou a criação de bibliotecas, a instalação de Internet e o facto de permitir que professores leccionem nos próprios hospitais.
A coordenação do Ensino e Pós-Graduação anunciou que há a ideia de instalar uma área de ensino na Maternidade do Lubango e que o Hospital Central contratou mais especialistas para assistência médica e docência.

Tempo

Multimédia