Províncias

Estação Zootécnica apoia agro-pecuária

Domingos Mucuta | Humpata

A Estação Zootécnica da Humpata, na província da Huíla, está pronta para garantir a investigação científica das espécies e apoiar a diversificação da actividade agro-pecuária na região Sul, anunciou sexta-feira, naquele município, o secretário de Estado da Agricultura.

Instituição inicia a criação de gado suíno e bovino com a introdução de raças diferenciadas para posterior expansão
Fotografia: João Catumbela

José Amaro Tati, que testemunhou a entrega das infra-estruturas e equipamentos, instalados por uma empresa israelita, ao Instituto de Investigação Veterinária da Humpata, afirmou que a estação está preparada para auxiliar os criadores de gado da região e apoiar a diversificação da produção pecuária e agrícola.
O director da estação, Joaquim Ipanga Nzanga, explicou que a instituição, paralisada desde os anos 1990, dispõe actualmente de infra-estruturas e equipamentos tecnológicos modernos, que garantem o seu funcionamento adequado. “Antes, não tínhamos equipamentos e, hoje, o cenário é diferente. Temos instalações para técnicos, máquinas e gado”, afirmou.
Joaquim Ipanga Nzanga precisou que a estação vai, nesta fase, produzir aves e ovos, bem como colaborar com o laboratório do Instituto de Investigação Veterinária, no fabrico de vacinas contra a peste de newcastle.
O responsável acrescentou que a instituição está prestes a iniciar a criação de gado suíno e bovino, com a introdução de raças diferenciadas que no futuro pode ser expandidas para outros criadores, e intensificar a produção de carne e leite. Numa primeira fase, disse,o programa de fomento de espécies arranca com 60 cabeças de gado bovino e igual número de suínos. Oito técnicos asseguram o funcionamento da instituição e a investigação. A estação tem também condições para desenvolver a apicultura, com o aproveitamento do potencial de flora.
O secretário de Estado da Agricultura, José Amaro Tati, manifestou satisfação pelo trabalho realizado pela empresa israelita, ao criar as condições técnicas para a investigação agro-pecuária. “O país está apostado em dar força à investigação para aumentar a produção agrícola e agro-pecuária”, assegurou o governante, acrescentando que essa actividade contribui para a produtividade e a sustentabilidade desses sectores.

Pulmão agro-pecuário

José Amaro Tati considerou a província da Huíla como um “pulmão” importante da actividade agro-pecuária no país, cujo potencial pode contribuir para a diversificação da economia e o combate à pobreza. A reabilitação da Estação Zootécnica da Humpata integra um conjunto de nove projectos de recuperação de instituições similares nas províncias de Cabinda, Uíge, Benguela, Huambo, Cuanza Norte e Huíla, no âmbito da linha de crédito de Israel.
José Amaro Tati anunciou para breve o início da segunda fase do projecto de reabilitação de estações localizadas em outras províncias. “Chegou a hora da actividade agro-pecuária ser guiada pela inteligência e por técnicas da investigação”, frisou.

Tempo

Multimédia