Províncias

Estudantes doam bens a deficientes

A Associação de Estudantes do Instituto Superior de Ciências da Educação (Isced) do Lubango, província da Huíla, ofereceu, na sexta-feira, bens alimentares e de primeira necessidade à Associação Regional dos Cegos e Ambliopes.

O presidente da associação, Filipe Kameya, sublinhou que a acção se enquadra nos festejos dos 41 anos da proclamação da Independência Nacional, que se assinalam no dia 11 Novembro, assim como das actividades sociais da referida organização estudantil.
De acordo com Filipe Kameya, os estudantes do Instituto Superior de Ciências da Educação comparticiparam com quantias monetárias, que culminaram na aquisição de arroz, óleo vegetal e sabão, em benefício de mais de 30 membros da associação dos cegos.
Trata-se da terceira doação feita este ano, com a entrega recentemente de bens alimentares à população do Hoque e de Quilemba, arredores do Lubango, munícipes dos Gambos, tendo beneficiado mais de 100 famílias.
Filipe Kameya garantiu continuar com acções do género tão logo haja  disponibilidade financeira, já que o propósito é ajudar com bens alimentares outras instituições, quer hospitalares, quer de acolhimento, cumprindo, deste modo, com o lema “A solidariedade fortalece a coesão social”. A  Associação de Estudantes do Isced-Huíla controla mais de sete mil associados, enquanto o grupo beneficiário, criado em 2005, conta com, pelo menos, oito mil filiados.

Tempo

Multimédia