Províncias

Execução de programas de desenvolvimento provoca a redução do êxodo rural na Huíla

Domingos Mucuta | Lubango

A execução de programas integrados de desenvolvimento, para melhorar as condições de vida das comunidades, e de combate à pobreza, reduziu o êxodo rural na província da Huíla, afirmou na Humpata o vice-governador para a área social, José Arão Nataniel.

A execução de programas integrados de desenvolvimento, para melhorar as condições de vida das comunidades, e de combate à pobreza, reduziu o êxodo rural na província da Huíla, afirmou na Humpata o vice-governador para a área social, José Arão Nataniel.
Falando na abertura do conselho de representantes da organização não governamental Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente (ADRA), José Arão Nataniel recordou que os programas integrados de desenvolvimento e de combate à pobreza dinamizam o comércio rural, o crédito de campanha agrícola e os serviços municipais de saúde, entre outros.
“A província da Huíla marcou, nos últimos tempos, passos significativos rumo à estabilidade economia e social das populações, como resultado da descentralização e desconcertação dos recursos financeiras para as administrações municipais”, referiu o vice-governador, para quem os serviços sociais básicos estão agora mais próximos dos locais onde os cidadãos vivem. O vice-governador realçou a aposta do Governo na construção de infra-estruturas básicas para garantir o acesso dos cidadãos aos serviços de educação, assistência sanitária, água, energia eléctrica, alfaias agrícolas e formação profissional dos jovens. O presidente do conselho directivo da ADRA, Guilherme Santos, defendeu a monitorização e avaliação dos programas integrados de desenvolvimento e combate à pobreza, para permitir a definição de acções adaptadas ao contexto dos beneficiários.
Participaram no encontro, que terminou sábado, responsáveis da ADRA na Huíla, Luanda, Benguela, Malange, Huambo e Cunene.

Tempo

Multimédia