Províncias

Exploração de granito negro registou baixa na produção

Arão Martins | Lubango

Os níveis de exploração de granito negro, na localidade de Tchikuatiti, município da Chibia, na Huíla, diminuíram de 400 metros cúbicos para 150, no primeiro trimestre deste ano, em consequência das fortes chuvas que se abateram na região.

Os níveis de exploração de granito negro, na localidade de Tchikuatiti, município da Chibia, na Huíla, diminuíram de 400 metros cúbicos para 150, no primeiro trimestre deste ano, em consequência das fortes chuvas que se abateram na região.
O director-geral da Metarrocha, Mariano Ferrão, que prestou a informação ao Jornal de Angola, disse que, no período que vai de Janeiro a Abril, as chuvas foram intensas, originando grandes dificuldades nos trabalhos.
“As chuvas foram intensas e causaram muitos estragos. Tivemos as minas cheias de água e não conseguimos produzir. Passámos muitos dias paralisados por causa da falta de combustível, o que causou muitos prejuízos”, disse.
O director-geral da Metarrocha adiantou que, em períodos bons, os níveis de produção rondam os 400 metros cúbicos de granito negro. Mas com a chuva baixaram em mais de 50 por cento.
Segundo explicou, a empresa criou 75 postos de trabalho directos e caracterizou de salutar a relação entre os trabalhadores, o que tem permitido atingir resultados positivos nos trabalhos.
“O estado de vida dos mineiros é bom. As relações humanas são salutares e todos nos sentimos uma família, onde os direitos de todos estão salvaguardados”, sublinhou. Acrescentou que a empresa respeita os direitos dos trabalhadores em termos de equipamento e salarial. “Temos pago a segurança social, o que é muito importante para os trabalhadores salvaguardarem a sua reforma”.
Os subsídios de aleitamento, referiu Mariano Ferrão, de parto e repouso, tanto dos trabalhadores como das suas mulheres estão salvaguardados. As licenças de transporte, as guias de exportação e os impostos são pagos na totalidade.
A directora da Indústria, Paula Joaquim, disse que devido às chuvas que se abateram sobre a região da Chibia, registaram-se baixas na arrecadação de valores provenientes das licenças de transporte e guias de exportação.
Entre Janeiro e Abril, foram arrecadados 1,5 milhões de kwanzas.

Tempo

Multimédia