Províncias

Famílias afectadas pela estiagem com apoio alimentar do governo

João Catombela|Quilengues

Pelo menos 5.499 famílias do município de Quilengues, afectadas pela estiagem, estão a receber bens alimentares diversos, no âmbito do programa de apoio às populações, realizado pela direcção da Assistência e Reinserção Social (MINARS).

Estão a ser entregues bens de primeira necessidade e meios aos camponeses da região para poderem aumentar a produção
Fotografia: Jornal de Angola

Pelo menos 5.499 famílias do município de Quilengues, afectadas pela estiagem, estão a receber bens alimentares diversos, no âmbito do programa de apoio às populações, realizado pela direcção da Assistência e Reinserção Social (MINARS).
A directora provincial do MINARS, Catarina Manuel, disse sexta-feira, ao Jornal de Angola, que o gesto, em parceria com o Comando Provincial de Protecção Civil e Bombeiros da Huíla, visa acudir as dificuldades que as famílias do município de Quilengues atravessam pela falta de alimentos, em consequência da estiagem.
As fracas chuvas que caíram em toda a extensão do município, que dista cerca de 143 quilómetros a norte da cidade do Lubango, causaram um défice na colheita da época agrícola passada.Catarina Manuel disse que o governo provincial adquiriu, para a administração municipal, 84 toneladas de bens alimentares diversos.
“O governo da província da Huíla está atento aos problemas que afligem as populações afectadas pela estiagem, e assim, através da direcção provincial do MINARS, tem estado a apoiar estas famílias”, disse a responsável.
A direcção do MINARS levou para o município de Quilengues farinha de milho, sal, sardinha e atum em conserva, arroz e massa alimentar, num total de 84 toneladas de bens alimentares diversos.Catarina Manuel acrescentou que estão a ser igualmente entregues aos camponeses inputes agrícolas, como charruas, enxadas, sementes diversas, com vista a dinamizar a campanha agrícola 2012/13, aberta sábado em toda a província da Huíla.
A directora provincial do MINARS disse que a próxima actividade de apoio às vítimas, dentro de um programa gizado pelo governo provincial, vai estender-se aos municípios de Caluquembe e Chicomba, onde existem igualmente famílias afectadas pela estiagem.
O administrador adjunto do município de Quilengues, Abel Wandi, referiu que as comunas de Impulo, Dinde e a comuna sede são as mais afectadas pela estiagem, que está a causar muitos prejuízos.

Produção de bens alimentares

O administrador Abel Wandi assegurou que durante este ano são cultivados 60 mil hectares de produtos diversos, com destaque para o massango e a massambala.
O responsável adiantou que está tudo preparado para a campanha agrícola de 2012/2013, cuja abertura se realizou na comuna do Dinde. O administrador municipal adjunto afirmou que, devido à falta de pasto nalgumas partes do país, as populações vizinhas são obrigadas a escalar as terras de Quilengues à procura de alimentação para o gado.Nos últimos dias regista-se um aumento significativo do número de famílias que procuram alimentos para o gado, tornando-se imperioso prestar particular atenção a estes cidadãos, avançou o administrador Abel Wandi.  Disse que os municípios de Camucuio e Bibala, na província do Namibe, são as localidades que mais procuram por pasto para o gado, dai a necessidade de se prestar algum apoio à estes criadores.

Tempo

Multimédia