Províncias

Formação de quadros com apoio da França

Arão Martins | Lubango

O embaixador de França em Angola, Sylvain Itté, garantiu, na cidade do Lubango, que o seu país vai participar de forma activa no programa de revitalização e redinamização do processo de formação de técnicos nas áreas da agro-indústria, formados pelo Instituto Técnico Agrário do Tchivinguiro, município da Humpata, província da Huíla.

França promete revitalizar o Tchivinguiro, na Huíla
Fotografia: Arimateia Baptista | edições novembro | Lubango

Sylvain Itté, que falava no encontro de cortesia com os membros do Governo Provincial da Huíla, onde trabalhou até hoje, disse que o projecto de revitalização e redinamização do complexo de Tchivinguiro, na Huíla, resulta da solicitação do Presidente da República, João Lourenço, aquando da visita à França, em Maio de 2018.
“A França vai participar no programa do Governo angolano, que visa redinamizar o Instituto Médio Agrário de Tchivinguiro, na Humpata, vocacionado à formação de quadros agrários, uma área fundamental para diversificar a economia”.
O diplomata disse que o Presidente da República de Angola, João Lourenço, durante a visita de Estado à França, no fim de Maio de 2018, verificou o avanço do centro de formação no sul da cidade de Toulouse, capital do departamento francês da Alta Garona e da região de Ossitánia, uma das referências na formação profissional no sector da agricultura, onde solicitou a implementação de um projecto-piloto em Angola.
“O projecto de Tchivinguiro vai ser uma acção de inspiração do que o Presidente João Lourenço solicitou em França. Vamos ajudar. O projecto não vai ser totalmente organizado e financiado pela França, mas queremos acompanhar através da formação profissional e outros processos de formação e fazer de Tchivinguiro um grande centro de formação, à semelhança do que aconteceu no passado, na área agrícola”.
Assegurou existir vontade da parte do Ministério da Educação e o Ministério da Agricultura está mobilizado nesta vertente. “Vamos trabalhar o mais rapidamente possível para revitalizar o centro de Tchivinguiro, porque faz parte do programa do Governo de revitalização da agricultura”, enfatizou.
O embaixador da França em Angola garantiu também a redinamização da “Aliança Francesa”, centro de formação da língua francesa, sito na cidade do Lubango.
Segundo o diplomata, há uma pequena dificuldade na infra-estrutura, mas existe vontade do centro funcionar na cidade do Lubango.
Sylvain Itté explicou que a embaixada da França em Angola controla dois centros de língua francesa, um situado na cidade de Cabinda e outro no Lubango, com o objectivo de dinamizar a formação de quadros angolanos.
“Em Angola existem duas “Alianças Francesas”, uma em Cabinda e outra no Lubango. O do Lubango funciona com dificuldades por causa do arrendamento das infra-estruturas e é fundamental a decisão das autoridades afins, da presença da Aliança Francesa no Lubango”, defendeu.
A vice-governadora da Huíla para a Área Política e Social, Maria João Chipalavela, disse que no Tchivinguiro existe um projecto com vista a instalação de um sistema de sismografia para questões ligadas à ciência da terra.
Maria João Chipalavela informou que a Humpata tem uma das maiores relíquias na vertente do morango, ameixa e pêra. Reconheceu por outro lado que, apesar do grande valor, a região tem um processo de alteração climática acentuada e período de estiagem e, tais desequilíbrios, têm afectado grandemente a população e o gado.
Explicou que a Huíla tem várias instituições do ensino superior e com grande disponibilidade para ter a “Aliança Francesa” por vários anos, com cursos de Lnguística Francesa no Instituto Superior de Ciências da Educação.
Para a visita à Huíla, o embaixador da França em Angola fez-se acompanhar do secretário de Estado para o Ensino Técnico-Profissional, Jesus Joaquim Baptista, dois directores do Ministério do Ensino Superior e dois directores do Ministério da Agricultura. Fizeram, ainda, parte da visita do embaixador de França responsáveis da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD).

Tempo

Multimédia