Províncias

Formação de médicos no Lubango

Domingos Mucuta

A decana da Faculdade de Medicina da Universidade Mandume ya Ndemofayo, Ana da Silva, pediu, no fim-de-semana, no Lubango, aos novos estudantes da instituição para desenvolverem “uma cultura académica” durante o curso de licenciatura.

A Universidade com o nome do rei Mandume tem a sua sede na cidade do Lubango
Fotografia: Jornal de Angola

A decana da Faculdade de Medicina da Universidade Mandume ya Ndemofayo, Ana da Silva, pediu, no fim-de-semana, no Lubango, aos novos estudantes da instituição para desenvolverem “uma cultura académica” durante o curso de licenciatura. Ao desejar boas vindas aos 60 novos estudantes admitidos para o presente ano lectivo, Ana da Silva disse, durante um baptismo, ser “importante que o aluno de ontem seja o estudante de hoje, pelo que se espera dele maturidade desejável como futuro médico”.
Ana Silva pediu aos futuros médicos “um sentido de responsabilidade, espírito de iniciativa, amor ao próximo e que, no fundo, representem o sentido ético, expresso por atitudes humanas diferenciadas no exercício da actividade”.
A académica argumentou que as qualidades têm um significado muito importante, porque o curso de medicina “é revestido de particularidades e especificidades”. Defendeu que os estudantes devem empenhar-se para consolidar os conhecimentos científicos, teóricos e práticos. 
  A Faculdade de Medicina foi criada à luz do decreto 7/09 de 12 de Maio, que estabelece o surgimento da Universidade Mandume, em 2009.  A Faculdade de Medicina está vocacionada para a formação de licenciados  e preparação, promoção e realização de investigações científicas no domínio das ciências de saúde.

Tempo

Multimédia