Províncias

Gestão eficiente melhora o ensino

Domingos Mucuta| Humpata

Uma gestão dinâmica e eficiente das escolas públicas, como pressuposto fundamental para a melhoria constante da qualidade de ensino, foi defendida na quarta-feira, no município da Humpata, pelo governador da Huíla.

Directores de unidades de ensino e responsáveis das repartições municipais da Educação traçam novas estratégias de actuação
Fotografia: Arimatéia Batista| Humpata

Uma gestão dinâmica e eficiente das escolas públicas, como pressuposto fundamental para a melhoria constante da qualidade de ensino, foi defendida na quarta-feira, no município da Humpata, pelo governador da Huíla.
Isaac dos Anjos, que discursava na abertura do VIII Encontro Metodológico Provincial da Educação, considerou a gestão escolar um processo que contribui para o alcance dos resultados específicos, previamente fixados à luz da reforma educativa.
O êxito do sistema educativo na Huíla depende, de acordo com o governador, da concretização desta tarefa chave, que assenta na gestão escolar, como base da condução adequada dos recursos humanos, materiais e financeiros, disponíveis nas unidades escolares.
Isaac dos Anjos esclareceu que a nomeação de 83 directores para as escolas da província marcou o início de um processo de renovação das direcções dos estabelecimentos de ensino da província, destinado a conferir dinamismo e responsabilidade.
 Este trabalho vai prosseguir, durante um período de tempo razoável, para o sector atingir um nível de excelência na formação de quadros, capazes de contribuir para o desenvolvimento.
“Temos de acabar com as comparações entre a 4ª classe do tempo colonial e do pós colonial. Não pode haver uma 6ª da cidade e outra do meio rural, pois um indivíduo escolarizado deve ser reconhecido, independentemente do local onde foi formado”, frisou. As actuais mudanças decorrentes da reforma do sistema educativo e o rápido crescimento da população estudantil exigem dos profissionais da educação um forte protagonismo, do qual depende a dinâmica do processo e dos resultados, realçou o governador.
 A reforma implica mudanças de conteúdos da qualidade de ensino, em conformidade com a lei de base em vigor. Referindo-se ao Sindicato dos Professores, afirmou tratar-se de um parceiro importante na tomada de decisões inerentes ao sistema de ensino na província. Por isso, defendeu um diálogo permanente entre os representantes do patronato e os sindicalistas, para resolução dos problemas da classe.

Entrega de bens

O governador Issac dos Anjos entregou motorizadas às repartições municipais da Educação de Chipindo, Chicomba e Chibia, para facilitar o processo de recolha de dados estatísticos, que permitam a elaboração de planos do sector.
O VIII encontro metodológico, que conta com a participação de directores de unidades de ensino e responsáveis das repartições municipais da Educação, abordou, até sexta-feira, painéis temáticos sobre Gestão da Educação, Inspecção e Supervisão Escolar, Gestão do Orçamento Geral do Estado e de Recursos Humanos.

Tempo

Multimédia