Províncias

Governo prevê construção de novas vias

Domingos Mucuta | Lubango

As autoridades da Huíla têm prevista a construção, este ano, de mais vias alternativas, para desanuviar o trânsito automóvel no Lubango, anunciou na quinta-feira o governador da província.

Projecto de abertura de novas vias começou no ano passado quando foram inauguradas duas avenidas das quais uma junto à margem do Rio Mukuki e outra no Cine Arco-Íris
Fotografia: Arimateia Baptista|Lubango

No final de uma visita a obras de impacto social em curso na cidade, João Marcelino Tyipinge disse que a reabertura das vias, sobretudo as obstruídas por construções anárquicas, vai desafogar significativamente o trânsito na capital da província que, nos últimos tempos, regista enormes congestionamentos, devido sobretudo ao crescimento do parque automóvel.
“A ideia é asfaltar as ruas projectadas no tempo colonial, mas que estão afectadas por construção desordenada”, referiu.
O governador constatou que as obras de um importante troço para a circulação rodoviária no sentido aeroporto-cidade e vice-versa estão avançadas e ficam concluídas em breve. O projecto de abertura de novas vias no Lubango começou no ano passado, quando foram inauguradas duas avenidas, uma junto à margem do Rio Mukufi e outra por detrás do Cine Arco-íris, no centro da cidade.
“A conclusão da estrada alternativa ao congestionamento registado na zona dos Laureanos vai permitir mais fluidez do trânsito automóvel do centro da cidade para o aeroporto”, sublinhou, prometendo a abertura de mais vias este ano.
O governador mostrou-se satisfeito com o grau de execução das obras da nova centralidade da Quilemba, cujo empreiteiro garantiu para Maio a entrega das primeiras 800 habitações. As ruas da nova centralidade começaram a ser asfaltadas. O Jornal de Angola apurou que mais de seis mil metros já foram terraplanados e receberam tapete asfalto, para criar os arruamentos necessários à circulação dos futuros moradores. A empreiteira Citic garantiu a conclusão das 11 mil casas até 2015.
A jornada de campo do governador abrangeu as obras das estradas de Arimba até ao sector do Poiares, dos hospitais psiquiátricos, pediatria e maternidade da Eywa, ponte do Mutundo à Quilemba e algumas casas sociais no Lubango.

Tempo

Multimédia