Províncias

Habitantes aconselhados a preservarem bens públicos

Os munícipes da cidade do Lubango, capital da província da Huíla, foram exortados a pautarem por condutas dignas, de forma a preservar os bens construídos pelo Estado e cultivar os valores morais e cívicos.

Os munícipes da cidade do Lubango, capital da província da Huíla, foram exortados a pautarem por condutas dignas, de forma a preservar os bens construídos pelo Estado e cultivar os valores morais e cívicos.
A exortação foi feita pelo vigário da Arquidiocese do Lubango, Geraldo Namolo, na homilia em alusão à tradicional missa da Senhora do Monte, padroeira da cidade do Lubango, que contou com a participação de milhares de populares.
A missa foi antecedida por uma procissão por várias artérias da urbe, com cânticos religiosos, súplicas a Deus, transportação da imagem da padroeira e romagem ao monte onde está a capela de Nossa Senhora do Monte.
Geraldo Namola disse que a humanidade, fidelidade, solidariedade e caridade que caracterizam a padroeira do Lubango deve servir de modelo a seguir para os seus habitantes viverem em harmonia.
Para o sacerdote é necessário que os crentes se juntem aos esforços das autoridades governamentais no combate à violência, na preservação dos valores espirituais e cívicos e educação moral e cívica.
A ocasião foi aproveitada pelos crentes para agradecer a bênção de Deus, fazer promessas e sacrifícios, súplicas e buscar soluções para problemas, como a falta de saúde, emprego e outros.
A cerimónia decorreu domingo na esplanada da capelinha da Nossa Senhora do Monte e contou com a presença de entidades governamentais, políticas e crentes de outras denominações religiosas.
Na cidade do Lubango, refira-se, estão a ser erguidas várias infra-estruturas de impacto social, no âmbito do programa do Governo de aumento e melhoria da oferta de bens e serviços sociais básicos à população. Destaque para a construção de hospitais, escolas e sistemas de distribuição de água e de energia eléctrica.

Tempo

Multimédia