Províncias

Hospital beneficia de obras de ampliação

Arão Martins | Bomba

O governador da província da Huíla, Isaac dos Anjos, anunciou que o Executivo vai reabilitar e ampliar em breve o hospital de Caluquembe, no âmbito do plano nacional de melhoria da assistência sanitária das populações.

Unidade sanitária continua a ter um papel importante na assistência médica à população
Fotografia: Arão Martins | Bomba

O governador da província da Huíla, Isaac dos Anjos, anunciou que o Executivo vai reabilitar e ampliar em breve o hospital de Caluquembe, no âmbito do plano nacional de melhoria da assistência sanitária das populações.
Isaac dos Anjos anunciou o facto a semana passada na localidade da Bomba, município de Caluquembe, tendo esclarecido que a par da reabilitação e modernização, o hospital é equipado com meios modernos.
 O hospital de Caluquembe, disse o governador, desempenhou e continua a exercer um papel importante na assistência sanitária das populações da província da Huíla e de outras paragens. O plano de reabilitação é de âmbito central e vai permitir criar melhores condições de assistência médica e medicamentosa para o bem-estar das populações, disse o governante.
Com o programa Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza, na província da Huíla foram erguidos e reabilitados centros e postos de saúde, escolas e abertos novos furos de água.
Mangas de vacinação e tanques banheiros para o gado bovino nos municípios que compõem a província da Huíla também foram construídos e reabilitados.
O director Provincial da Saúde na Huíla, Barnabé Lemos, disse ao Jornal de Angola que o projecto de reabilitação do hospital de Caluquembe surge de uma orientação do Executivo em reabilitar as missões onde estão também localizadas escolas e hospitais.
As missões de diferentes denominações religiosas, disse, ajudaram as populações no tempo da guerra. Referiu que muitas delas foram destruídas, daí ter sido aprovado o plano de reabilitação das infra-estruturas que contemplam as escolas e hospitais para melhorar a assistência às populações.
O presidente da Obra Médica da Igreja Evangélica Sinodal de Angola (IESA), Paulo Ismael, disse que o plano de ampliação e reabilitação do hospital vai permitir aumentar a capacidade de internamento de 240 para 500 camas.
Após a conclusão das obras no hospital, são instalados novos equipamentos para o bloco operatório, raio X, hemoterapia, entre outros, o que proporciona uma assistência mais personalizada. O hospital de Caluquembe oferece quase todos os serviços. Os trabalhos são assegurados por 140 funcionários, entre médicos, enfermeiros e pessoal básico.
Paulo Ismael considerou positivo o quadro epidemiológico e de assistência médica e medicamentosa no hospital, fruto do apoio prestados pelo Executivo, que incluiu a unidade no Orçamento Geral do Estado.
O hospital de Caluquembe, 190 quilómetros a norte da cidade do Lubango, foi fundado em 1945. O responsável considerou baixo o índice de mortalidade na unidade hospitalar, cujos serviços são assegurados por dois médicos não residentes. O governo provincial da Huíla colocou, através da direcção provincial da saúde local, um centro de testagem e aconselhamento do HIV/Sida.

Tempo

Multimédia