Províncias

Huíla forma mais mestres de prestação de serviços

Mais de mil jovens da província da Huíla começam hoje a ser formados em artes e ofícios pelo Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP), no quadro do programa integrado do sistema nacional de formação profissional, referente a 2014.

Os cursos estão a ser ministrados no âmbito do programa de fomento ao auto emprego
Fotografia: Nilo Mateus

Os jovens vão frequentar cursos de informática, culinária, serralharia, carpintaria, corte e costura, mecânica auto, cozinha, pastelaria, contabilidade geral, inglês, francês, português, decoração, construção civil, agricultura, entre outros.
Em declarações no sábado, à Angop, o responsável do Instituto Nacional de Formação Profissional (INEFOP) na província da Huíla, Lourenço dos Santos, sublinhou que o objectivo é formar os jovens em cursos que têm a duração de três a seis meses.
No ano passado, acrescentou, mais de mil alunos foram formados nestas disciplinas, nos três pavilhões fixos e quatro unidades móveis, nos municípios de Chicomba, Matala, Cuvango, Jamba, Caluquembe e Chipindo.

Tempo

Multimédia