Províncias

Huíla lança projecto de saúde pública

Arão Martins | Lubango

Um projecto denominado “Saúde junto à sua porta” e que vai benefíciar 5.800 pessoas do mercado do Mutundo, arredores da cidade do Lubango, província da Huíla, foi lançado na terça-feira pela direcção provincial da saúde.

Um projecto denominado “Saúde junto à sua porta” e que vai benefíciar 5.800 pessoas do mercado do Mutundo, arredores da cidade do Lubango, província da Huíla, foi lançado na terça-feira pela direcção provincial da saúde.
O programa, desenvolvido em parceria com a Associação de Desenvolvimento e Enquadramento Social de Populares Vulneráveis (ADSPV), além de atender os vendedores e seus parentes, abrange também os moradores do bairro, e não só.
A acção, que conta com a disponibilidade de dois médicos e quatro técnicos de saúde, vai incidir na prevenção e tratamento gratuito da malária, doenças diarreicas agudas, respiratórias agudas, entre outras. O director provincial da Associação de Desenvolvimento e Enquadramento Social de Populares Vulneráveis (ADSPV) na Huíla, Noel Mussolo, assegurou que o projecto está a ser implementado em parceria com a direcção provincial da saúde, que disponibilizou ambulâncias e medicamentos a serem distribuídos gratuitamente.
O projecto pretende ajudar o plano da saúde para todos e vai prevenir e tratar doenças como a malária, VIH/Sida, doenças diarreicas agudas nas crianças, entre outras.
“Na maior parte das vezes as mães deslocam-se ao mercado para a sua actividade e dificilmente abandonam o seu negócio para levar o filho ou educando ao hospital, daí a razão de termos pensado neste programa que consiste em apoiá-las nos locais onde exercem a sua actividade, para permitir que as crianças sejam assistidas em termos de saúde ”, esclareceu.
O responsável acredita no sucesso do programa e disse mesmo que existem médicos, enfermeiros e medicamentos para fazer face às necessidades que possam surgir na altura. Por isso, pediu a colaboração de todos e, sobretudo, das mães, já que se trata de uma acção gratuita.  Fátima Barros, em representação da direcção provincial da Saúde na Huíla, destacou a importância do projecto que, doravante, vai permitir assistir as pessoas à porta de casa e no mercado. Referindo que a saúde é um dos factores preponderantes para o desenvolvimento da pessoa e da sociedade, salientou que “é importante prevenir determinadas doenças e as consultas de rotinas fazem muito bem, evitando eventuais mal-estar”.
Fátima Barros especificou que não há nada melhor do que a saúde, uma vez que é através que conseguimos valorizar o que temos, sustentando, ainda, que falar de saúde implica a preservação do saneamento do meio e o consumo de água potável.“Um dos factores determinantes da saúde está ligado ao saneamento do meio em que estamos inseridos”, disse.

Tempo

Multimédia