Províncias

Idosos de lar na província da Huíla consideram estar mais valorizados

André Amaro| Lubango

Os 64 idosos do lar da terceira idade da cidade do Lubango, província da Huíla, manifestaram ma quarta-feira a sua satisfação pelas acções desenvolvidas pelo governo provincial, na melhoria das suas condições de vida e integração social.

Os 64 idosos do lar da terceira idade da cidade do Lubango, província da Huíla, manifestaram ma quarta-feira a sua satisfação pelas acções desenvolvidas pelo governo provincial, na melhoria das suas condições de vida e integração social.Juliana Sucopo expressou a sua gratidão em nome de todos, durante o acto comemorativo ao 30 de Novembro, Dia dos Idosas, que o lar da Terceira Idade do Lubango acolheu, na presença de entidades políticas, religiosas e governamentais.Hoje os idosos alojados no lar da terceira idade já têm as três refeições diárias, roupa, calçado, assistência médica e medicamentosa.
“A direcção do lar deu a cada um de nós uma parcela de terra, para a agricultura, e nos tempos livres aproveitamos para cultivar milho, feijão, repolho, cenoura, couves e outros produtos, que usamos para a nossa alimentação”, frisou.Actualmente, estamos mais valorizados porque estamos a aprender a ler e a escrever, confeccionar objectos de barro, como panelas, copos, pratos, a fazer cestos, quimbalas e balaios, realçou.
A directora provincial do Ministério da Assistência e Reinserção Social (MINARS) na Huíla, Catarina Manuel, referiu que o Executivo angolano está a melhorar as condições das pessoas idosas, com vista a dar-lhes dignidade. “A Constituição da República de Angola, no seu artigo 82º, salvaguarda os direitos à segurança económica, às condições de habitação, convívio familiar e comunitário”, salientou a directora.
A pessoa idosa constitui uma biblioteca viva, na qual as novas gerações se inspiram na organização e desenvolvimento da sociedade, mediante as experiências de longos anos de vida, salientou.
A responsável provincial do MINARS pediu às famílias biológicas ou substitutas para darem um tratamento condigno às pessoas idosas, na medida em que as crianças, jovens e adultos de hoje são os velhos de amanha.
Os idosos do lar da terceira idade do Lubango aproveitaram o seu dia para se divertirem com danças, canções, jogos e um almoço de confraternização.
A assistência médica e medicamentosa aos idosos com problemas de hipertensão arterial, diabetes, cardiopatia e cancro está garantida, com a colocação de especialistas no Hospital Central do Lubango. cardiologista Umar Sadikov está a contribuir para a melhoria da qualidade de saúde de muitos idosos na cidade do Lubango, através de tratamento ambulatório especializado.Umar Sadikov, que trabalha nesta especialidade há 25 anos, três dos quais na Huíla, explicou que essas doenças são causadas pelo consumo exagerado de álcool, demasiado sal nos alimentos e hábitos alimentares inapropriados vividos no passado.
O cardiologista defendeu a existência de unidades sanitárias.

Tempo

Multimédia