Províncias

Importância do papel do docente é destacado

Os estudantes da Escola de Formação de Técnicos da Saúde do Lubango receberam ontem esclarecimentos sobre o papel do professor na educação da sociedade, numa palestra promovida pela Direcção Provincial da Educação.

Professores são considerados espelho de qualquer sociedade devido à sua missão de formar
Fotografia: Arão Martins | Lubango

O director da escola, Justino Cangue, reconheceu a importância do contributo do professor na formação do homem e no desenvolvimento do país e disse que o docente  deve constituir o espelho de qualquer sociedade, devido a sua missão de formar e educar o homem, a partir dos valores morais, cívicos, sociais e educacionais.
 “O docente tem a obrigação de se afirmar sempre como um especialista em assuntos educacionais, capaz de transformar para melhor a sociedade, pois esse é um dos pressupostos que o caracteriza”, precisou o responsável.

Registo de menores

Mais de duas mil crianças até aos cinco anos de idade beneficiaram no Lubango do registo de nascimento gratuito, numa iniciativa da Conservatória dos Registos Civis da Comarca da Huíla.
A actividade, desenvolvida em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), coincidiu com a realização das jornadas de vacinação contra a Poliomielite e Suplementação da Vitamina A, disse o conservador-adjunto em exercício. Mário Albano esclareceu que a primeira experiência-piloto do registo de nascimento juntou 12 funcionários da instituição, distribuídos em quatro brigadas fixas e móveis que aproveitaram o programa de vacinação para efectuar o referido registo.
“Ainda há pais e encarregados de educação que só se interessam em registar a criança quando sabem que está em idade de estudar, situação que tem criado grandes constrangimentos ao funcionamento normal dos registos.”
Relativamente ao registo do nascimento na Maternidade Irene Neto e no Hospital Municipal,   afirmou  decorrer com algumas dificuldades pelo facto de a população ainda não estar dentro da cultura jurídica de que quando a criança nasce automaticamente deve ser registada.
Desde Janeiro, a Conservatória dos Registos Civis da Comarca da Huíla efectuou mais de 30 mil registos de nascimentos. No entanto, o Departamento de Saúde Pública e controlo de endemias da Huíla considerou satisfatória a adesão dos pais e encarregados de educação na segunda fase da campanha de vacinação contra poliomielite.
A satisfação foi manifestada   pelo supervisor provincial do Programa Alargado de Vacinação, Angelino Mwenho Cachimbali, que esclareceu que a actividade decorreu bem e sem incidentes.
“Não registamos acidentes nem ruptura nos stocks de vacinas nas 1.400 brigadas  que funcionaram nos 14 municípios da província, que  imunizaram 484.105 crianças do zero e cinco anos contra a poliomielite”, sublinhou. Para o êxito da segunda fase da campanha, que permitiu administrar também vitamina “A” às crianças, o supervisor do PAV referiu que foram gastas mais de 600 mil doses de vacinas, para além de 457.678 doses de Vitamina A.
O supervisor do Programa de Vacinação reconheceu  o apoio prestado pelas autoridades tradicionais e religiosas na mobilização das comunidades no sentido de vacinarem as crianças.

Casos de poliovírus

A província da Huíla não regista  casos de poliovírus desde 2007, resultante de um trabalho intensivo de rotina da imunização contra à doença, bem como do sistema de vigilância para manter a procura activa dos casos de paralisia flácida aguda. Na fase anterior, realizada em Agosto,  foram vacinadas 486.469 crianças.

Tempo

Multimédia