Províncias

Inaugurada Escola Amiga das Crianças

André Amaro| Lubango

O Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef) está a a­poiar a construção de Escolas Amigas das Crianças na província da Huila, com o propósito de melhorar a qualidade do ensino nas comunidades.

O Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef) está a a­poiar a construção de Escolas Amigas das Crianças na província da Huila, com o propósito de melhorar a qualidade do ensino nas comunidades.
A Escola Amiga da Criança modelo foi inaugurada na terça-feira, na localidade do Muhaha, comuna da Huíla, município do Lubango, pelo representante da Unicef em Angola, Koenraad Koen, e pelo governador Isaac dos Anjos.
Construída com o financiamento da Unicef e do governo provincial da Huíla, além de ter contado com a participação da comunidade, possui quatro salas e capacidade para acolher 288 alunos, nos períodos da manhã e da tarde.
Koenraad Koen, explicou que o estabelecimento inaugurado é considerado uma Escola Amiga da Criança, porque cumpre os requisitos básicos para o efeito.
Foram criadas boas condições, desde a infra-estrutura, vedação para protector, quarto de banho, água corrente, rampas para deficientes físicos, áreas verdes e de lazer e todas as bases para prestar um acesso universal gratuito da educação de qualidade
O representante da Unicef esclareceu que não bastam estas condições para ter um ensino de qualidade sendo também necessário a participação da comunidade na gestão da escola, a formação permanente dos professores e a sua avaliação feita pelos alunos.
A Unicef vai continuar a apoiar projectos que garantam a sobrevivência, desenvolvimento, educação e protecção das crianças, com vista a salvaguardar os 11 compromissos. “Os indicadores de cumprimento dos 11 Compromissos a nível da província da Huíla estão a melhorar graças os projectos bienais que estamos a incrementar em parceria com o governo, mas é preciso trabalhar mais”, sublinhou.


Comunidade satisfeita


A comunidade da localidade de Muhaha, sector do Poiares, comuna da Arimba, estão satisfeitos com a inauguração da nova escola, porque vai melhorar as condições de ensino e aprendizagem dos seus filhos.
O encarregado de educação José Luís disse que a nova escola vai contribuir para o fim do analfabetismo e da pobreza no seio das populações, através da melhoria da qualidade de ensino das crianças.
“Nós, pais e encarregados de educação desta localidade, prometemos preservar a nova escola que vem melhorar as condições precárias vividas anteriormente em termos de educação e ensino”, salientou.
A autoridade tradicional do sector do Poiares, José Carlos, manifestou-se satisfeita com o novo ­estabelecimento, uma vez que a sua construção contou com o apoio da comunidade no transporte de pedras, areia e água.
As crianças, agora, vão deixar de estudar ao ar livre, sob as árvores, escrevendo sobre os joelhos, sentadas em latas e pedras e sem a perturbação dos bois e cabritos que passam para o pasto.
“Vamos trabalhar na mobilização dos pais e encarregados de educação para mandarem os filhos à escola, em vez de irem para o pasto, e garantir a protecção da escola para que não quebrem os vidros, sujem as paredes e estraguem as carteiras”, garantiu.

Tempo

Multimédia