Províncias

Inclusão escolar com bons resultados

Arão Martins | Lubango

O programa de inclusão escolar na província da Huíla, iniciado em 2008, permitiu matricular este ano lectivo, preste a terminar, mais de quatro mil crianças, anunciou, no Lubango, o director provincial da Educação, Ciências e Tecnologia.

O processo de ensino na região vai melhorar com a aparição de novas estratégias
Fotografia: Arão Martins

Américo Chicoti, que fez a revelação no encontro provincial sobre o processo de inclusão escolar presidido pela vice-governadora para o sector Político e Social, Maria João Chipalavela, disse que o programa tem 177 escolas, o que significa 1.892 salas inclusivas e que 1.818 crianças matriculadas na Huíla são do sexo feminino.
O município do Lubango, com 938 matriculados em 58 escolas, afirmou, é o que tem mais alunos do ensino especial e em segundo lugar está o de Chipindo, com 276. O município da Matala tem nove escolas do ensino especial, Quipungo 15, Chicomba 13, Cacula 17, Quilengues 19, Jamba seis, Chibia 21, Cuvango, cinco, segundo Américo Chicoti.
Os participantes no encontro analisaram assuntos relacionados com as crianças que, devido ao grau de deficiência, não progridem nos estudos, bem como a definição das linhas mestras para a parceria entre a escola do ensino especial e outras instituições, organismos e comunidade.

Tempo

Multimédia