Províncias

Instituição promove novos cursos cíclicos

Domingos Mucuta | Lubango

A inserção de cursos cíclicos de agregação pedagógica é uma das grandes novidades no Instituto Superior de Ciências de Educação (ISCED) da Huíla para o próximo ano académico, anunciou ontem, na cidade do Lubango, o director-geral da instituição.

Conteúdo formativo do curso está a ser preparado pelos especialistas em Ciências de Educação para que os participantes sintam as melhorias
Fotografia: Arimateia Baptista

José Luís disse que o curso visa proporcionar oportunidade para refrescamento dos docentes de diferentes subsistemas e dotar os mesmos com as melhores e actualizadas metodologias didáctico-pedagógicas de ensino e de investigação.
O director-geral do ISCED afirmou que o curso, com uma periodicidade variada em função da demanda dos interessados, está a ser preparado para ter 14 módulos distintos, capazes de concorrer para a melhoria da qualidade de ensino a vários níveis.
O conteúdo formativo do curso está a ser preparado minuciosamente pelos especialistas em ciências de Educação, para que os participantes sintam as melhorias alcançadas.
José Luís adiantou que a didáctica, a utilização das novas tecnologias de ensino e a metodologia de ensino e de investigação constam, entre outros, dos temas do curso de agregação pedagógica.
O académico salientou que o ISCED é uma instituição de ensino superior vocacionada na formação de professores a vários níveis. “Temos cursos de licenciatura e de mestrado, mas também podemos realizar pós-graduação de curta duração”, anunciou.
Os participantes podem ser professores do ensino superior público e privado, como de escolas e instituições de outros subsistemas anteriores, tendo ressaltado que as modalidades de participação, os requisitos e a data do arranque devem ser anunciados tão logo as condições estejam criadas. O director-geral esclareceu ainda que o grupo de facilitadores é composto por docentes de alto nível de instituições superiores de ciências de educação do país, da Universidade Agostinho Neto e de outras escolas nacionais ou estrangeiras parceiras do ISCED.
José Luís frisou que o curso de agregação pedagógica é importante para qualquer professor e deve ser frequentado pelos docentes num intervalo mínimo de três anos.

Impacto qualitativo

O curso vai produzir impacto no seio da classe dos professores, uma vez que coloca os docentes a par das mudanças e das novas dinâmicas registadas no campo académico, promovendo mais qualidade no processo de ensino e aprendizagem.
“Refrescar significa actualizar o conhecimento, o que é necessário, tendo em conta que o ensino em qualquer parte do mundo ou área do saber é dinâmico. Não podemos ficar parados e insistir nos métodos antigos para fazer chegar os conhecimentos aos estudantes”, alertou.
O director-geral do Instituto Superior de Ciência de Educação acrescentou que cada docente ou instituição de ensino deve contribuir para a formação de quadros de que Angola precisa.

Aumento de competências

O responsável destacou o contributo da empresa Donberga, que este mês formou 45 docentes de instituições públicas e privadas das províncias da Huíla, Namibe, Cunene e Cuando Cubango, durante um seminário sobre “Didáctica no Ensino Superior”. O representante da empresa, Dongala Garcia, disse que o objectivo do projecto é capacitar profissionais do sector de ensino, para ganharem competências necessárias que possibilitem o melhor exercício das funções.
No seminário, os participantes abordaram temas como “Perfil e Qualidade do Docente no Contexto do Desenvolvimento Académico”, “Pressupostos Científicos para Orientar Trabalhos de Fim de Curso, Dissertações e Tese no Ensino Superior”, “Didáctica Aplicada ao Ensino Superior”, entre outros.
Dongala Garcia anunciou, para os próximos tempos, uma formação para os directores municipais, com vista a abordar com os dirigentes locais a “Gestão Municipal da Educação”.

Tempo

Multimédia