Províncias

Instituto Politécnico da Huíla é ampliado

Domingos Mucuta| Lubango

As obras de ampliação do Instituto Superior Politécnico da Huíla, situado na comuna da Arimba, arredores da cidade do Lubango, arrancam este trimestre, com a construção de novas salas, anunciou o governador provincial.

Instituto Superior Politécnico da Huíla começa a ser ampliado neste trimestre para que se possa aumentar o número de cursos ministrados
Fotografia: Arimateia Baptista| Lubango

João Marcelino Tyipinge, que visitou obras de impacto social em curso no município do Lubango, disse que a edificação de mais 12 novas salas, das 20 previstas, inscritas no Programa de Investimentos Públicos, visa criar espaços para laboratórios dos diferentes cursos.
O governador anunciou o lançamento, nos próximos dias, do concurso público para a adjudicação das obras da primeira fase, cujo orçamento é de quase 368 mil milhões de kwanzas.
A instituição de ensino, que entra no segundo ano lectivo, não tem qualquer laboratório para os cursos de Engenharia, Geologia e Minas, Construção Civil, Arquitectura, Mecânica, Agronomia, Zootecnia e Informática e Computação.
O director-geral adjunto para os assuntos académicos, Castilho Cacumba, revelou que a instituição vai abrir este ano o curso de Engenharia de Desenho Técnico, que vai exigir a colaboração de docentes cubanos no processo de transmissão de conhecimentos.  Castilho Cacumba informou, por outro lado, que o Instituto Superior Politécnico da Huíla dispõe, neste ano académico, de 480 vagas.
A admissão dos novos candidatos vai aumentar o universo de estudantes para aproximadamente 1.500. O instituto tem 23 salas nos quatro blocos e compartimentos administrativos, gabinetes dos docentes, dos directores, ginásio, armazém e refeitório.
A maioria dos funcionários administrativos é eventual. Castilho Cacumba disse que a situação vai ser ultrapassada com a cabimentação do orçamento da instituição.
A jornada de campo do governador abrangeu as obras das estradas Arimba até ao sector do Poiares, dos hospitais psiquiátricos, pediatria e maternidade da Eywa, da Ponte do Mutundo à Quilemba e de algumas casas sociais em curso na cidade do Lubango.

Tempo

Multimédia