Províncias

Japão oferece milhares de mosquiteiros

Domingos Mucuta | Lubango

A Embaixada do Japão em Angola ofereceu ao Governo Provincial da Huíla 455 mil mosquiteiros impregnados com insecticida destinados a combater a malária na Matala e na Caconda.

Os mosquiteiros foram entregues pelo assessor económico da Embaixada do Japão em Angola, Ryota Takahashi, à vice-governadora da Huíla para o sector político e social, Maria João Tchipalavela.
A oferta é resultado da parceria entre a Embaixada japonesa e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), cujo objectivo é reforçar o Programa Nacional de Controlo da Malária. Ryota Takahashi disse que a parceria, que envolve cerca de 280 milhões de kwanzas, acelera a aplicação de medidas do pacote comunitário básico de prevenção da doença, cuidados e tratamentos, bem como a materialização do projecto-piloto de formação de agentes comunitários.
A Embaixada, declarou, patrocinou, na Caconda, a formação e 178 agentes comunitários que trabalham na promoção de conhecimentos essenciais de prevenção e tratamento da malária.
O apoio também reforça a acção das autoridades sanitárias a nível de cuidados pré-natais, parto seguro, vacinação de 150 mil crianças até aos cinco anos, do estímulo de aleitamento materno exclusivo, a administração da vitamina A e desparasitantes. A representante adjunta da UNICEF lembrou que os mosquiteiros vão ajudar a salvar a vida de milhares de crianças.
Amélia Russo referiu que a luta contra a doença abrange também os sectores das águas, saneamento e educação e faz parte do plano de diminuir até 2015 o número de mortes por malária.
A vice-governadora Maria João Tchipalavela enalteceu a oferta numa altura em que o grande desafio do Executivo é combater as principais doenças e reduzir a taxa de mortalidade.

Tempo

Multimédia