Províncias

Jovens adquirem formação

Arão Martins | Lubango

Os 277 jovens que terminam sexta-feira, no município de Quilengues, Huíla, os cursos de formação profissional nas áreas de construção civil, informática, electricidade, mecânica e serralharia aguardam apoio do Governo para a criação de pequenas empresas.

O governador aconselhou os formados a criarem pequenas empresas de presatação de serviços e postos de trabalho para outros jovens
Fotografia: Arão Martins

Os cursos, ministrados pelo Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP), em parceria com o Governo da Huíla, através da Administração Municipal de Quilengues, duraram nove meses, repartidos em duas fases: teórica e prática. O chefe dos serviços provinciais do Instituto Nacional do Emprego e Formação Profissional (INEFOP assegurou que os jovens estão habilitados para se inserirem no mercado de trabalho.
O governador provincial da Huíla disse, durante o acto de encerramento dos cursos, que o país cresce com os jovens que são formados, no âmbito do programa de combate ao desemprego.
João Marcelino Tyipinge referiu que onde trabalha um médico ou engenheiro de qualquer especialidade é preciso o auxílio de outros técnicos com formação profissional, para o desenvolvimento da actividade. Por isso, incentivou os jovens formados a criarem pequenas empresas e a criarem postos de trabalho para outros, e desse modo contribuírem para o programa de combate à pobreza.
O Governo, no quadro da política de combate à pobreza, vai distribuir equipamentos para o desenvolvimento das actividades dos recém-formados, garantiu o governador
A par do município de Quilengues, outros jovens terminaram cursos profissionais nos restantes municípios da província.

Tempo

Multimédia