Províncias

Jovens convidados a combater analfabetismo

Domingos Mucuta | Lubango

Membros de associações juvenis da província da Huíla foram chamados a ter uma participação mais activa na luta contra o analfabetismo e o consumo de drogas nas comunidades.

Director provincial da Juventude e Desportos
Fotografia: Domingos Mucuta|Lubango

O apelo foi feito pelo director provincial da Juventude e Desportos, Francisco Barros, para quem as associações juvenis activas devem promover a educação cívica, moral e ambiental, além de participar nas campanhas de alfabetização. Disse ainda que as associações devem participar nas acções de educação e sensibilização contra a sinistralidade rodoviária e o uso excessivo de bebidas alcoólicas.
O director da Juventude e Desportos disse que o Governo da Huíla conta com jovens que possuem capacidade, inteligência e sentido patriótico, em particular os líderes e membros das associações juvenis, para a realização dos principais desafios de erradicação dos males que enfermam a sociedade.
“Vamos criar pequenas brigadas para, junto da Comissão Provincial de Combate ao Analfabetismo, podermos transmitir o ABC aos adultos com atraso escolar em todos os lugares”, assegurou o director, afirmando que o associativismo juvenil nas comunidades é imprescindível, uma vez que concorre para motivar a participação dos jovens nas actividades socialmente úteis e nas políticas de desenvolvimento do Estado ao nível local, provincial e nacional.
As lideranças juvenis, referiu, devem definir estratégias de intervenção para o combate à pobreza, promover a socialização e solidariedade humana e buscar solução para outros problemas que as comunidades ainda enfrentam.
“A juventude organizada é fundamental em qualquer sociedade e o seu líder é um servidor público, uma pessoa incansável na busca de ideias e pontos de vistas, de modo a contribuir para o bem da sua comunidade”, asseverou.
O responsável defendeu ainda a formação como uma oportunidade ímpar para preparar dinâmicas organizacionais internas e externas, que visem contribuir para a reactivação das associações juvenis da província da Huíla.

Formação sobre liderança

Francisco Barros falava durante um seminário de capacitação sobre liderança comunitária, promovido pelo Conselho Provincial da Juventude, em parceria com a direcção local do sector.
A formação, em que participaram mais de 150 membros de direcção das associações culturais, filantrópicas, académicas e outras, visou fortalecer as capacidades institucionais das agremiações para desenvolver acções sociais com qualidade e com base na lei.
O encontro visou ainda criar um espaço de troca de ideias e de conhecimentos entre actores do associativismo juvenil da Huíla, além de divulgar a Lei das Associações.

Tempo

Multimédia