Províncias

Jovens da Humpata recebem terrenos

Domingos Mucuta | Humpata

Os jovens da Humpata estão a receber lotes de terrenos, nos arredores da sede municipal, para a construção da casa própria, confirmou ontem à imprensa o administrador municipal adjunto.

Surgimento de novas urbanizações para albergar jovens vão dar outra dinâmica à vida a nível da municipalidade da Humpata
Fotografia: Eduardo Pedro| Jaimagens.com

Nadin Capenda disse que já foram entregues a 35 jovens parcelas na nova urbanização da Humpata Norte e que o processo continua nos próximos dias.
O objectivo das autoridades locais, salientou o administrador adjunto, é criar condições para os jovens construírem as casas com meios próprios.
Neste momento, referiu, decorrem trabalhos de loteamentos e arruamentos de uma área destinada à construção de casas sociais para quadros e a serem erguidas várias infra-estruturas destinadas a serviços de saúde e de educação, bem como recintos desportivos.

Fogos habitacionais

O administrador municipal em exercício referiu que as obras de construção de 200 fogos habitacionais, previstos para a Humpata, decorrem sem sobressaltos, com 60 casas já concluídas.
O município dispõe de duas reservas fundiárias, a da Humpata Norte, nos arredores da sede municipal, e outra na povoação da Palanca. Na primeira reserva está previsto construir cerca de 300 casas, além de edifícios para instituições oficiais, e na segunda, 400. As novas urbanizações vão dispor de arruamentos, parques de estacionamento automóvel, postos policiais, recintos desportivos, unidades escolares, bem como de sistemas de iluminação e de abastecimento de água potável.
Os jovens do município começaram a inteirar-se das condições  futuras, que vão ser proporcionadas pelas novas moradias.
Os lotes de terreno estão localizados em pontos atraentes, o que permite, segundo os beneficiários, projectar climas de diversão e recreamento aprazíveis. A Administração Municipal da Humpata assegurou que os projectos são bastante ambiciosos e permitem aos futuros inquilinos desfrutarem de boas condições de habitabilidade.
O administrador adjunto salientou que outros projectos estão a ser levados a cabo a nível daquela parcela da província da Huíla, com vista a melhoria das condições de vida das populações, com base na construção de várias infra-estruturas hospitalares, escolares e outros serviços socioeconómicos.
No âmbito do Programa de Combate à Pobreza, o responsável avançou que outros sectores, como da Energia e Água, Agricultura também vão merecer a atenção das autoridades municipais.

Tempo

Multimédia