Províncias

Justiça expande serviços ao interior da Huíla

A delegação da Justiça e Direitos Humanos da Huíla projectou, para este ano, a construção de sete lojas de Registo Civil no interior da província, no âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP).

O facto foi confirmado na sexta-feira, pelo delegado provincial da Justiça e Direitos Humanos, António Baptista, sublinhando que  os empreendimentos sociais já consignados vão ser edificados nos municípios do Lubango, Matala, Caluquembe, Quilengues, Cuvango, Jamba, Gambos e Chibia.
As infra-estruturas vão albergar os serviços de Conservatória, Notariado, Identificação Civil e Criminal, Guiché de Empresas e do Imóvel. Está igualmente prevista a reabilitação e ampliação das instalações do Tribunal Municipal da Matala, construção de palácios municipais de justiça, reabilitação das instalações onde funcionam os serviços de registo, notariado e identificação civil e criminal nos municípios da Chibia, Matala e Cuvango.
António Baptista afirmou que o sector está também a trabalhar na elaboração de um estudo para a construção do Centro de Formação para Oficina da Justiça, com o intuito de servir principalmente a região Sul do país.Também foram elaborados estudos e projectos atinentes à construção das instalações do Tribunal de Relação na cidade do Lubango, além de trabalhos de adequação do edifício da antiga seguradora AAA a Palácio de Justiça.
Por outro lado, o Plano de Desenvolvimento da Província da Huíla até 2017 vai permitir a criação de 53 mil novos postos de trabalho, através de acções de empreendedorismo e incentivos à criatividade.
O secretário provincial da UNTA-Confederação Sindical, Bernardo Carlos Cambundo, fez este anúncio durante o acto que marcou o Dia Internacional do Trabalhador.Bernardo Cambundo considerou ainda que os 12 anos de paz e a reconciliação nacional servem de ponto de partida para uma reflexão dos trabalhadores sobre o tempo perdido no período de guerra, comparado com os ganhos na construção e reconstrução de infra-estruturas económicas e sociais.

Tempo

Multimédia