Províncias

Kuvango necessita de escolas

Pelo menos 132 novas salas de aulas são necessárias para enquadramento no ano lectivo 2010 para acolher seis mil crianças no sistema normal de ensino no município do Kuvango, província da Huíla, indicou sábado, o chefe de secção da educação local, Miguel Luís.

Pelo menos 132 novas salas de aulas são necessárias para enquadramento no ano lectivo 2010 para acolher seis mil crianças no sistema normal de ensino no município do Kuvango, província da Huíla, indicou sábado, o chefe de secção da educação local, Miguel Luís.
Em declarações à Angop, o responsável disse que as 132 novas salas de aulas beneficiarão as crianças da comuna do Galangue e do sector do Cantumbo, realçando que 30 por cento das 143 escolas do primeiro ao terceiro níveis do município estão degradadas.
Referiu ainda que o sector precisa de 230 professores para reforçar os 764 docentes existentes no município.
Relativamente a outras dificuldades, Miguel Luís afirmou que a falta de transporte para fiscalizar, com regularidade, o ensino nas comunas, sobretudo os actos de abandono de alguns professores, por leccionarem distantes das sedes comunais, é uma das maiores preocupações do sector na região. A secção da educação do Kuvango já solicitou à direcção provincial da tutela medidas para a resolução da situação, que tem causado transtornos no ritmo normal das aulas, assim como no controlo eficaz a nível da actividade dos professores.
No ano lectivo recém-terminado estiveram inscritos no município 37.842 alunos, nos três níveis de ensino.
O município do Kuvango dista a 375 quilómetros da cidade do Lubango, tem uma população estimada em 910 mil habitantes e ocupa uma área territorial de 9.680 quilómetros quadrados.
Kuvango representa um dos municípios da província do Lubango com  potencialidades agrícolas, nomeadamente  no domínio da produção do  milho, massambala  e outros produtos de subsistência familiar  e não só.

Tempo

Multimédia