Províncias

Lubango trata cancro do colo do útero

Domingos Mucuta | Lubango

O rastreamento e tratamento do cancro do colo do útero passa, a partir do próximo mês, a ser feito na Maternidade do Lubango, anunciou, naquela cidade, o director-geral da unidade hospitalar, à margem da visita do governador da Huíla, João Marcelino Tyipingue.

Flávio Hilário disse que a entrada da nova valência na maternidade resulta do investimento feito no equipamento e na formação dos técnicos.
O médico disse que neste momento a direcção da unidade hospitalar está a montar o equipamento e a preparar o corpo clínico, composto por uma especialista cubana e técnicos nacionais. O director-geral da maternidade do Lubango sublinhou que a entrada em funcionamento desta especialidade, além de incrementar os serviços de saúde, vai evitar também a transferência de pacientes para a vizinha Namíbia.

Dezenas de partos diários

As taxas de natalidade na principal maternidade da Huíla continuam altas, com médias diárias a rondarem os 60 partos. O hospital materno registou a diminuição das taxas de mortalidade neonatal, o que regozija a direcção que trabalha na redução da mortalidade materna, com medidas de formação e apetrechamento de áreas. O director geral disse que a maternidade do Lubango tem como tarefas prioritárias a modernização e manutenção das infra-estruturas, com investimentos nas principais áreas, e aposta na prestação de cuidados de saúde modernos e humanizados.
A Maternidade do Lubango, que realiza acções de formação do quadro de pessoal no país e no estrangeiro, conta com 18 médicos internos de diversas especialidades. 
O hospital tem 350 camas. O governador da Huíla constatou, durante a visita à dependência da unidade sanitária, o nível de higienização do hospital e a diminuição do cheiro nauseabundo registado nos últimos anos.

Tempo

Multimédia