Províncias

Mais água para os bairros periféricos

Domingos Mucuta | Lubango

Os moradores dos bairros periféricos da cidade do Lubango vão dispor de mais água potável captada dos furos construídos no quadro do Programa “Água para todos”.

Governador colocou a primeira pedra
Fotografia: Arimateia Baptista | Lubango

O lançamento do projecto aconteceu terça-feira, com a colocação, pelo governador João Marcelino Tyipinge, da primeira pedra para a construção dos furos de água na zona do Tchioco.
O furo de água, localizado nas margens do rio Caculuvar, num investimento orçado em 10 milhões de kwanzas, vai captar e bombear cerca de 1.500 litros por hora, através de sistema solar. Ao lado está em curso a construção de uma ponte que vai permitir que a população da outra margem possa beneficiar de água.
O fontenário vai dispor de um tanque com capacidade de armazenar dois mil metros cúbicos, além de lavandarias. O director provincial da Energia e Águas, Abel da Costa, explicou, sem avançar números, que o projecto de construção de pontos de água nas periferias da cidade do Lubango visa atender as áreas com registo de casos de cólera, devido ao consumo de água não tratada. Abel da Costa criticou o atraso de algumas obras adjudicadas a empresas, que depois do fim do prazo não apresentam resultados.
O responsável prometeu que as empresas incumpridoras vão ficar fora dos próximos concursos públicos. “Há empresas que mesmo depois de receberem os pagamentos não concluem os trabalhos. Não estamos satisfeitos”, disse, acrescentando que “o governo está empenhado em levar água para a população da periferia até Dezembro deste ano e não podemos aceitar justificações descabidas”.
O director provincial informou que as obras de reabilitação do sistema de distribuição de água do Lubango, avaliadas em 90 milhões de euros, registam atrasos devido a imprevistos apresentados pelo empreiteiro.
Sublinhou que apesar disso o projecto já começou a produzir os primeiros resultados, com as ligações domiciliares, sobretudo no centro urbano.
Explicou que cerca de mil ligações já foram efectuadas e muitos munícipes do Lubango já consomem água a partir da nova rede de distribuição.
Abel da Costa acredita na conclusão em Dezembro da primeira fase do projecto, que abrange a construção, pela primeira vez, do sistema de tratamento de águas residuais. O projecto em curso inclui a edificação de mais cinco furos e estações de captação de água na Senhora do Monte e Tundavala.

Tempo

Multimédia