Províncias

Mais casos de tuberculose são notificados no Lubango

Arão Martins | Lubango

O Hospital Sanatório do Lubango, província da Huíla, notificou, até à primeira quinzena de Outubro, 2.095 casos de tuberculose, com 82 óbitos.

O Hospital Sanatório do Lubango, província da Huíla, notificou, até à primeira quinzena de Outubro, 2.095 casos de tuberculose, com 82 óbitos.
A directora-geral do Hospital Sanatório do Lubango, Francisca de Carvalho, disse que, apesar destes casos notificados, diminuiu significativamente o número de mortes, comparativamente a igual período do ano anterior, e que mais de mil doentes foram internados.
O cumprimento do seguimento hospitalar, dos doentes que efectuam tratamento ambulatório e dos internados, tem sido positivo, o que permite a cura efectiva da enfermidade. O espaço exíguo para internamento de doentes, devido às obras de restauro do hospital, constitui um obstáculo à prossecução das actividades. Até sexta-feira, referiu, estavam internados 70 doentes com tuberculose no dispensário, que tem capacidade inferior a 50 camas.
A falta de médicos da especialidade é outra inquietação que espera seja resolvida, uma vez que os doentes oriundos das províncias do Cunene, Namibe, Kuando-Kubango e da Huíla são atendidos apenas por três médicos.
O encerramento do laboratório de microbiologia é outra preocupação apresentada pela direcção do Hospital Sanatório do Lubango, devido à falta de reagentes.
“Temos o laboratório de microbiologia mas não há reagentes suficientes para análise dos testes médicos, o que originou o encerramento temporário do laboratório, até à sua normalização”, adiantou a directora do Sanatório do Lubango.

Tempo

Multimédia